fbpx

Candidatos contra o relógio: o que fazer faltando poucas horas para o Enem?

Primeiro dia de prova acontece neste domingo (21). Confira dicas de como combater a sua principal oponente na hora do exame: a ansiedade.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é a porta de entrada para as principais universidades do país, além de ser, para muitos, um dos poucos meios de acessar o ensino superior – ainda tratado como um privilégio ao invés de um direito. Neste ano, o primeiro dia da prova, que cobrará conhecimentos em Linguagens e Ciências Humanas, sem falar na temida Prova de Redação, acontece neste domingo (20). Isso mesmo! Tá passada? O tempo voa. Considerando que esta matéria deve ser publicada até às 16h30, você, candidato, tem aproximadamente 42 horas até o início do exame. Mas, calma

O Jornal Cidade conversou com o professor Ricardo Costa, do Centro Educacional Tutores, sobre algumas estratégias que podem ajudar os candidatos a driblar a ansiedade, responsável, em muitos casos, por um desempenho aquém do esperado. A primeira sugestão do professor é bastante simples: “mantenha a calma”. Ele comenta que mesmo sendo esta semana um quase “bombardeio” de notícias que podem gerar um certo nível de apreensão nos candidatos, como a possível interferência do governo na prova, é necessário manter o foco naquilo que o candidato estudou e sabe. 

O professor brinca sem perder a seriedade: “é respirar e não pirar”. Ricardo afirma que toda avaliação é tensa, como a prova para tirar a carteira de habilitação, entre muitas outras pelas quais todo mundo passa, e o nervosismo é uma reação bastante normal. Provavelmente cabe aqui uma releitura de um meme já esquecido, mas poderosíssimo: “se você não está nervoso, é porque algo está errado“. Diante disso, a melhor situação é respirar fundo. “Faça uma playlist legal, fique perto de quem você gosta, cuide da sua hidratação”, são algumas das dicas para passar o sábado – véspera do “você sabe o quê”. Ele também orienta os candidatos a se organizarem para evitar atrasos e não gerar (mais) estresse: canetas pretas (no plural), água, um lanche leve e documento de identificação com foto são itens imprescindíveis. 

 

“O aluno é muito mais que uma avaliação. É importante pensar nisso. A prova não avalia você como um todo. Apenas avalia parte do seu conhecimento”, comenta o professor com anos de experiência na preparação de alunos para o teste.

Esta dica é valiosa não só para a prova que acontecerá daqui a, aproximadamente, 40 horas, mas para a longínqua e inestimável vida que acontece nos dias seguintes: cuidado com o fatalismo. 

Um resultado positivo, ou negativo, pode despertar uma cadeia de acontecimentos que afetarão  parte da sua carreira profissional? sim. No entanto, um ou dois dias, dificilmente, são decisivos na trajetória de uma pessoa. Se existe destino, ele certamente é moldável, adaptável e extremamente flexível. O duro, porém, é controlar a ansiedade. Portanto, mantenha a calma e saiba que, você certamente vai se sair muito bem na prova – e cá estamos nós na torcida para isso – mas,  caso aconteça algum vacilo, você terá os próximos anos para compensar a situação. Melhor, para aproveitar a situação. O recado foi dado: “respira e não pira”.

Façam uma ótima (e tranquila) prova! 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄