Sete trabalhadores são encontrados em situação precária em Formiga

Sete trabalhadores são encontrados em situação precária em Formiga

Alojamento, registro da carteira de trabalho, água potável e Equipamentos de Proteção Individual(EPI´s) para prevenção da contaminação do novo coronavírus não foram disponibilizados para os trabalhadores.

Na tarde desta segunda-feira (23), a Gerência Regional do Trabalho (GRT) em Divinópolis informou que resgatou sete trabalhadores em condições precárias de trabalho durante uma ação em uma propriedade rural em Formiga.

As diligências aconteceram no início do mês, quando os trabalhadores foram encontrados submetidos a condições degradantes de trabalho semelhante à escravidão. A fiscalização foi realizada por três auditores fiscais do Trabalho da GRT Divinópolis, com apoio da Polícia Militar de Formiga, em propriedade rural de plantação de eucalipto e produção de carvão vegetal, verificou-se que os sete trabalhadores naturais de Pedra Azul, município localizado no norte de Minas Gerais, estavam submetidos à péssimas condições de trabalho.

Foto: Gerência Regional do Trabalho /Divulgação

Os trabalhadores resgatados não dispunham de registro na Carteira de Trabalho, tiveram atraso no recebimento do salário, outros nem chegaram a ter os vencimentos pagos, não receberam Equipamentos de Proteção Individual(EPI´s), além de não terem ao seu dispor água potável e nem sanitários na frente de trabalho, sendo mantidos mantidos em péssimas condições de alojamento.

Netwise

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄