COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

O que as cidades de Lagoa da Prata, Moema e Santo Antônio do Monte mais precisam no momento é de um imóvel rural com área mínima de 100 hectares para consolidação da escola do IFMG.

Pretendemos que os alunos tenham a um só tempo o estudo acadêmico, aulas práticas de curso profissionalizantes, como Sustentabilidade Ambiental, Eletro Mecânica, Laticínios/Alimentos, Açúcar e Álcool e iniciação empresarial em atividades como cultivo de cana de açúcar, milho, soja, feijão, agropecuária, suinocultura, ovinicultura, criação de aves e produção de ovos.

Continua depois da publicidade .

Haverá uma COOOPERATIVA cujos associados principais serão os alunos. 80% das sobras serão distribuídas anualmente entre eles, além de uma retirada mensal.

A conquista do imóvel rural e da sede da escola passa pelas mãos das autoridades do Judiciário de Lagoa da Prata, especialmente do digníssimo Promotor de Justiça, Dr. Eduardo Almeida da Silva.

Como a decisão do processo que corre na Comarca de Lagoa da Prata já transitou em julgado e condenou os autores a pagar vultuosa indenização de vinte milhões de reais ao Município, por danos ambientais, inclusive pelo desvio do Rio São Francisco, registrado com clareza pela imagem abaixo, espera-se pelo bom senso da parte dos réus para encerrar esta demanda que se arrasta há quase 4 décadas.

Há um ditado que diz: ‘se a vida lhe der um limão faça dele uma limonada.”

Já que se considera impossível a volta do rio ao seu leito antigo, o que seria o ideal, que os reús incluam nos valores da indenização a ser paga, um imóvel rural apropriado para consolidação da ESCOLA DO IFMG, que funciona precariamente em Lagoa da Prata e está na iminência de ser fechado, por omissão e descaso do prefeito atual.

“se a justiça dos homens não se fizer presente, certamente que a justiça de Deus atuará de modo a reparar esse crime hediondo contra a natureza…”, comentário publicado por Euclides Oliveira – militar reformado, desta cidade.

Para finalidades muito menos importantes,os sem terra, sem casas, sem teto invadem propriedades alheias e conseguem seus objetivos, inclusive a posse da terra.

Muitos dos imóveis da EPONTA – empresa que detém os imóveis dos principais herdeiros do Dr. Luciano – são questionados judicialmente, sob a acusação da ilicitude na aquisição.

Ora…
transferir uma migalha destes imóveis, adquiridos de forma suspeita, seria uma mínima compensação de erros do passado, ao propiciar a instalação de uma escola como o IFMG.

Inspirados no hino do País que teve e tem a educação como prioridade ouçamos o HINO DA GRÉCIA, que evoca sábios como Aristóteles, Socrates e Platão. http://autobiografiadeumidiota2.blogspot.com.br/…/greek-nat…

Leia mais: http://autobiografiadeumidiota2.blogspot.com.br/2014/01/escola-federal-para-santo-antonio-do.html


Otaviano Oliveira é advogado, OAB/MG. formado pela UFMG em 1966 e Professor, formado em Letras pelo INESP de Divinópolis em 1975. Cidadão Honorário e Ex-Vice-Prefeito de Lagoa da Prata/MG.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp