fbpx

Ponte provisória sobre o Rio Jacaré começa a ser construída

A Prefeitura de Lagoa da Prata, em parceria com a Raízen, Embaré e Prefeitura de Moema, conseguiu as licenças ambientais e a anuência do DER para que uma ponte provisória fosse construída em tempo mínimo.

Rhaiane Carvalho


A ponte sobre o Rio Jacaré, entre Lagoa da Prata e Moema, continua interditada, causando muitos transtornos para quem precisa passar por esse trecho da MG 170, que também liga até à rodovia BR 262. Inclusive, desde a sua interdição, no fim de 2021, o local já registrou diversos acidentes, muitas vezes, no início do bloqueio, ocasionados por sinalizações precárias instaladas pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER) que, às pressas teve que impedir o trânsito no local, conforme explicou o engenheiro da pasta.

O local já era um cenário que merecia atenção do departamento há um tempo. Em outubro de 2021, o deputado professor Wendel conquistou o projeto de manutenção da ponte da MG-170, em Lagoa da Prata. Na mesma linha, a Prefeitura de Lagoa da Prata também já havia comunicado o DER sobre um problema estrutural na ponte.

“Antes mesmo dela ser interditada, antes mesmo das chuvas, já havíamos comunicado o problema estrutural da ponte ao DER” disse o prefeito de Lagoa da Prata, Di Gianne Nunes.

Após a data do início da obra não ser comunicada a meses da interdição, uma comitiva formada pelo prefeito de Lagoa da Prata, Di Gianne Nunes, o prefeito de Moema, Alaelson Antônio, representantes da Raízes e Embaré, além de outros nomes políticos, se reunirem com representantes do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), constatando que a obra da ponte demoraria meses para ser iniciada e mais um tempo até ser concluída.

A obra só está sendo possível em virtude de uma parceria entre as Prefeituras de Lagoa da Prata e Moema, e as empresas Raízen e Embaré. (Foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Lagoa da Prata/divulgação).

 

Em razão disso, a Prefeitura de Lagoa da Prata, em parceria com a Raízen, Embaré, e Prefeitura de Moema, conseguiu as licenças ambientais e a anuência do DER para que uma ponte provisória fosse construída em tempo mínimo.

“Vamos fazer essa ponte temporária emergencial, que é muito importante para a região. A parte burocrática ficou por conta da Prefeitura de Lagoa da e as empresas e a Prefeitura de Moema cederam caminhões, maquinário e material”, explicou o prefeito Di Gianne Nunes.

A obra da ponte provisória deve ficar pronta em um curto espaço de tempo. “A Prefeitura de Moema, por meio do prefeito Alaelson, uniu também forças com a Prefeitura de Lagoa da Prata, cedendo caminhões e maquinários para que essa obra saia ainda mais rápido do que o planejado”.

Prefeito de Lagoa da Prata, Di Gianne Nunes, e prefeito de Moema, Alaelson Antônio. (Foto: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Lagoa da Prata/divulgação).

 

O prefeito de Moema, Alaelson Antônio, também falou sobre a importância da parceria entre as prefeituras e empresas para que a obra seja concluída em breve.

“Essa união é muito importante para trazer uma solução para o nosso povo. Temos várias pessoas de Moema que trabalham em Lagoa da Prata, que movimentam e dependem muito de Lagoa. O pessoal de Lagoa também depende muito de Moema. Então, essa parceria é importantíssima para trazermos um alívio para o nosso povo. Vamos continuar cedendo caminhões e maquinários de segunda a sábado, até mesmo fora do horário administrativo para trazermos em solução para pessoas que dependem muito desse trajeto. Que Lagoa da Prata continue contando com nosso apoio para resolvermos os problemas da nossa região”.

 

A interdição

A ponte foi interditada no fim do ano passado após ter sua estrutura danificada pelas fortes chuvas e excesso de peso. Segundo o DER, o projeto de engenharia para a reforma da ponte está em fase de elaboração. Porém, não foi divulgado nenhum prazo para o início.

 A gente notou também que a empresa que ficou por conta dos projetos tem de 60 a 90 dias para entregar para o DER. Ou seja, outro motivo que nos fez buscar essa saída emergencial”

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄