fbpx

Operação policial contra maus-tratos de animais é realizada em Formiga e região

Conforme a denúncia para a Polícia Militar de Meio Ambiente (PMA), os animais não estariam em condições adequadas para consumo humano, e que poderiam ser comercializados em açougues do município de Formiga e região.

A Polícia Militar de Meio Ambiente (PMA) recebeu denúncias sobre o transporte irregular, com maus-tratos a bovinos e animais que não estariam em condições adequadas para consumo humano, e que poderiam ser comercializados em açougues do município de Formiga e região.

Com isso, os militares realizaram diligências e planejamento de operações a fim de identificar e localizar os responsáveis.

Operação

De acordo com a polícia na última sexta-feira (24), os militares da 7ª Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente, por meio do Segundo Pelotão de Formiga, abordaram um veículo de transporte de veículos (guincho), conduzido por um suspeito.

Conforme a PMA, o veículo mostrava sinais de carregamento de um animal de grande porte, ainda continha sangue. O suspeito, que confirmou esse fato, contou que o animal foi encaminhado a um frigorífico do município. Os militares se deslocaram até o frigorífico, onde localizaram a vaca que apresentava baixíssimo escore corporal (magreza extrema), infestada de carrapatos e bastante debilitada. Além disso, no local ainda foram localizados outros veículos com cerca de nove animais nas mesmas condições, com também escoriações pelo corpo.

Ainda conforme a PMA, o transporte dos animais era realizado, na maioria das vezes, sem o acompanhamento do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), sem expedição de Guia de Transporte de Animais (GTA). Com isso, foi realizado contato com veterinário do IMA e com médico veterinário da Unifor/MG, que afirmaram que os animais não apresentavam condições para consumo humano.

Os envolvidos contaram que a prática de abate desses animais debilitados é frequente e que a carne é direcionada a uma empresa de comércio de gêneros alimentícios que possuem contratos licitatórios com diversas Prefeituras da região, que fornecem gêneros alimentícios para merendas escolares.

Diante do ocorrido, as medidas criminais que se seguiram foram tomadas em desfavor dos indivíduos, considerando o contido na Lei 9.605/98 (Leis dos Crimes Ambientais) com relação aos maus-tratos a animais, sendo também autuados administrativamente, com aplicação de multa pela prática de maus-tratos e transporte irregular.

Os veículos utilizados no transporte irregular foram apreendidos e os animais apreendidos e encaminhados a avaliação clínica de médico veterinário para tratamento adequado.

O Boletim de Ocorrência será encaminhado para a Polícia Civil, Vigilância Sanitária e Ministério Público Estadual, para futuras apurações.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄