Lagoa da Prata é a cidade que possui mais casos prováveis de dengue e chikungunya

Lagoa da Prata é a cidade que possui mais casos prováveis de dengue e chikungunya

Conforme o boletim epidemiológico divulgado pelo Governo Estadual, municípios da região apresentam alta incidência de dengue e chikungunya.

Nesta terça-feira (20), a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) divulgou os dados sobre a incidência do Aedes aegypti no estado. O mosquito é o causador de doenças como dengue, zika e chikungunya. Os números apresentados mostravam a incidência da doença em um período de meses, fator que não tornou possível o acesso às informações sobre a situação dos municípios. Neste ano, foi apresentado números referentes à 4 de janeiro até 18 de abril. 

No Centro-Oeste MG, foram apontados 1.273 casos prováveis de dengue no Centro-Oeste. Ainda segundo a secretaria, até o momento, nenhuma cidade da região registrou morte por dengue. Foram registrados 175 casos prováveis de chikungunya e um de zika nas cidades da região.

Números das doenças no Centro-Oeste MG

Foram registrados casos de dengue em 39 cidades e Lagoa da Prata e Pará de Minas possuem o maior número de casos prováveis do Centro-Oeste MG. Até o momento, são 390 e 259 casos prováveis.

Foram registrados 233 casos prováveis de chikungunya. A cidade que apresenta o maior número é Lagoa da Prata, com 217 registros. Bom Despacho tem dois casos prováveis, Formiga tem 10 casos prováveis da doença. Itaúna, um caso provável. Nova Serrana, Pará de Minas, São Gonçalo do Pará têm um caso provável cada. Já em relação aos casos prováveis de zika, o boletim apontou um registro em Itaúna e outro em Lagoa da Prata. Não foram registrados mortes por dengue em cidades da região, apenas em Paracatu, localizada na região Noroeste de Minas.

Netwise
Situação em todo o estado

Foram registrados 16.037 casos prováveis de dengue, com exceção dos casos que foram descartados. Ao todo, 5.794 casos foram confirmados. Em relação à chikungunya, houve 2.881 casos prováveis da doença. Deste total, 2.053 foram confirmados. Não há óbito confirmado pela doença em nenhuma cidade do Estado, segundo  o boletim. Já sobre zika, em Minas, foram registrados 93 casos prováveis até o momento. Ao todo, 12 casos foram confirmados e não houve mortes no estado até a momento.

 

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄