fbpx

É verdade ou é meme?

Página dedicada a memes sobre o cotidiano de Lagoa da Prata viraliza entre os internautas da cidade e confirma potencial do humor como ferramenta de comunicação e de valorização da cultura local.

João Alves


Muito mais que entretenimento, memes ganharam espaço na internet por estimular a reflexão acerca de situações do cotidiano e da política que, de outra forma, passariam despercebidos. A fórmula é bastante simples: uma imagem, ou várias, especialmente para fins de comparação, que adquire sentido quando se insere uma frase curta, escrita em linguagem acessível, com a qual o leitor logo se identifica. Um exemplo clássico são os memes que usam a expressão “eu na vida” para ilustrar uma situação inusitada pela qual passamos. Não se deve, no entanto, confundir simples com fácil. Embora a estética de um meme seja de rápida reprodução, o conteúdo requer do autor um apurado senso de humor e uma boa percepção do contexto social sobre o qual determinado meme trata. Quando esses dois estão alinhados, o resultado não pode ser diferente: é viral. O meme ganha a atenção do público e logo começa a ser compartilhado nas redes sociais, inspirando, inclusive, a criação de outros memes. 

Meme é coisa séria

O potencial do meme como uma estratégia de comunicação que causa forte identificação com o leitor logo foi percebido por agências de publicidade e até mesmo pelo jornalismo. A linguagem acessível e o interesse por temáticas do cotidiano, típicos dos memes, possibilitaram que veículos mais tradicionais se comunicassem com o público mais jovem e também com aquele público já cansado da estrutura tradicional das notícias ou das propagandas. Contudo, embora divertido,  meme é coisa séria. Chamam a atenção, sobretudo, aqueles memes que refletem de forma crítica a realidade social e política de determinada comunidade, sem abrir mão do humor debochado que lhe é característico. 

Fonte: Instagram/Reprodução

 

“Com os memes, a gente consegue quebrar um pouco o gelo e tornar a notícia menos formal, porém, isso não tira a seriedade da informação que buscamos passar, só torna ela mais leve, fácil de ‘consumir’, ainda mais para as novas gerações, visto que estão na internet grande parte do tempo. Além disso, conseguimos também gerar um senso de identificação e acho que é isso que os tornam tão virais; o que consta no meme, a frase, a foto, pode representar muito o que uma pessoa gostaria de dizer”, contou Bárbara Félix, editora chefe do Sou + Lagoa.

Lagoa da Prata em memes

Uma página dedicada a memes sobre o cotidiano de Lagoa da Prata tem feito sucesso entre os moradores da cidade no instagram, especialmente por tratar de questões como a famosa “lista dos cornos”, as particularidades dos bairros e até mesmo como o lagopratense lida com a onda de calor que tem atingido a região. “LP mil graau” (@lpmilgraau) é um perfil relativamente novo na rede social – a primeira postagem data de 09 de agosto – e já conta com quase 4 mil seguidores. 

Fonte: Instagram/Reprodução

 

Uma das postagens ironiza “diz que é cria de Lagoa mas nunca falou pra mãe que ia pra missa na igreja da matriz e ficou na praça dando voltinha”. Memes como este, além de entreterem o público, promovem a valorização da cultura local ao identificarem hábitos típicos da cidade de Lagoa da Prata. Outra postagem popular é a que fala “Saudade de você? Saudade eu tenho é do tropeirão da ExpoLagoa. De você eu tenho dó”. Dificilmente este meme teria o mesmo efeito se interpretado por alguém que desconhecesse a cidade ou a Expolagoa, uma das festas preferidas do lagopratense. O Jornal Cidade conversou com o administrador do perfil (ADM) – que optou por não se identificar –  na intenção de conhecer um pouco mais sobre a origem da página e sobre a inspiração de suas postagens. Confira a entrevista abaixo: 

Fonte: Instagram/Reprodução

 

Como surgiu a ideia de criar uma página dedicada a publicar memes específicos de Lagoa da Prata?

 

ADM – A página surgiu depois de eu perceber que não tinha nenhuma outra página de memes em lagoa, sendo que já tinha visto em outras cidades. O intuito sempre foi passar entretenimento e jamais falar mal da vida de outras pessoas. 

 

A página conseguiu um número expressivo de seguidores em um período curto de tempo. A que você atribui esse sucesso?

 

ADM – A página tem 1 mês e  já estamos com quase 4 mil seguidores. O número vem aumentando bastante, creio que esse “sucesso” seja  por falar sempre a verdade de Lagoa.

 

Pelo feedback recebido pelos lagopratenses, você sente que a identificação com o conteúdo é uma dos motivos?

 

ADM – Tenho recebido muitos feedbacks de pessoas falando que riem muito da página e que compartilham sempre. Acho que isso seja por estar sempre levando entretenimento. Esse sempre foi o intuito da página.

 

Quais publicações, na sua opinião, rendem os melhores memes? 

 

ADM – Acho que os melhores memes são os que falam do cotidiano da cidade. Essas têm muitos compartilhamentos e curtidas. 

 

Durante a entrevista, você pediu para que o Jornal mantivesse a sua identidade em anonimato. Poderia explicar pra gente o motivo?

 

ADM – Acho que o anonimato faz a página conseguir mais interação já que as pessoas não sabem quem está por trás e ficam curiosas. Porém, algumas pessoas já sabem. 

 

Ao final da entrevista, o Jornal Cidade pediu ao administrador que escolhesse os dois memes, dentre os muitos da página, que são os seus favoritos. Sua escolha reflete o potencial do meme de gerar uma rápida identificação com o leitor e de refletir de forma bem humorada algumas questões específicas da cidade. No entanto, não deixa de levantar a questão que, não à toa, também se tornou um meme: é verdade ou é meme?

Fonte: Instagram/Reprodução
Fonte: Instagram/Reprodução

 

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄