fbpx

Coletivo Nexalgum celebra 10 anos em Lagoa da Prata

O grupo cultural, ativo desde 2011, realizou vários projetos na cidade, sendo eles idealizados pelo próprio grupo e outros em parceria com outros grupos culturais.

Há uma década o Coletivo Nexalgum trabalha para trazer eventos em prol da cultura de Lagoa da Prata. Neste ano de 2021, o grupo cultural celebra dez anos de muita dedicação e amor pelo que fazem.

O Coletivo, idealizado pela cantora e musicista Carol Shineider, após premiação no edital “Microprojetos Bacia do Rio São Francisco” e sua fundação foi inspirada no que rolava na cena independente do Brasil.

Foto: Convite da Lua 2013 (Carol Shineider) – divulgação

O grupo cultural realizou vários projetos na cidade, sendo eles idealizados pelo próprio grupo e outros em parceria com outros grupos culturais.

Projetos realizados ao longo dos 10 anos:

  • 16 edições do projeto ‘Pequenas Intervenções’;
  • Duas edições do ‘Saralhando’;
  • Duas edições do ‘Intervenção das Minas’;
  • Três edições do ‘E-Cult’;
  • Três edições do ‘Lacustre’;
  • Três edições do ‘Pisegrama’;
  • Três edições do ‘Semana do Rock’;
  • Quatro edições do ‘Festival Conexão Independente’;
  • Duas edições do ‘Imergir’ – indo agora para a terceira edição.
Foto: Poesia no Talo 2013 (divulgação)
Foto: E-cult 2012 (Fabinho + Língua de Musquito) – divulgação
Foto: 15º Pequenas Intervenções 2018 (divulgação)
Foto: 1º Saralhando 2016 (divulgação)

Conforme uma das integrantes do Nexalgum, Michely Marins, à jornalista Bárbara Félix, o objetivo era fomentar a música e incentivar os músicos e bandas da cidade e região. Com esse intuito, realizavam diversos eventos, abrindo espaços para pessoas se apresentarem e mostrarem seus trabalhos.  “Já recebemos diversos músicos e bandas de outras cidades e estados, cumprimos bem com a meta inicial. E há alguns anos, expandimos nossos horizontes, passando a integrar e realizar eventos com mais diversidades artísticas culturais [dança, artesanato, exposição de arte, intervenções artísticas, literatura, cinema] tornando um coletivo mais plural e dinâmico”, destacou.

Michely contou também que o coletivo era formado, em sua maioria, por músicos da cidade, que se juntavam para organizar eventos gratuitos nas praças e ruas da Lagoa da Prata, mas que ocorreram diversas mudanças na equipe ao longo desses 10 anos.

Hoje, o Nexalgum conta com 10 pessoas, sendo Carol Shineider, Henrique Félix, Michely Marins, Ana Isa Moura, Dionatha Rodrigues, Brenda Liz, Débora Rezende, Duds Rezende, Duda Leal, Nicolle Modesto.“Cada um contribui como pode de acordo com suas experiências e formações”, disse.

Por fim, Marins falou sobre o sentimento por esses 10 anos do Coletivo promovendo a cultura em Lagoa da Prata. “Olhar para tudo o que já fizemos e perceber quão importante foi cada ação que fizemos para a cultura local, mesmo que mínima, mesmo que construída aos poucos, e ver quantos artistas lançamos e apoiamos nesses 10 anos, é no mínimo gratificante. Quando começamos tudo isso, não imaginávamos permanecer firmes por 10 anos, mas perceber o quanto mudamos e nos adaptamos às realidades nesse período também é interessante, principalmente agora, nesse momento mais difícil da nossa história, onde não podemos mais fazer o que de costume fazíamos, levar arte e música para as ruas e praças, no readaptamos e agora estamos levando tudo isso para a internet, onde estamos cada vez mais presentes, com eventos e festivais online, atingindo gente de todo o país”, declarou.

Comemoração aos 10 anos do grupo

Para celebrar todos esses anos de muita arte e cultura, o Coletivo está preparando diversas atividades e eventos. O site oficial do Nexalgum é um deles e que já pode ser acessado(https://nexalgum.com.br/).

A plataforma será destinada para a promoção de cultura a qual o coletivo já vem realizando durante todos esses anos, porém de forma mais consolidada, e também para levantarem discussões pertinentes quanto a cultura e divulgar trabalhos artísticos e o que tem-se feito na cultura nos últimos tempos.

Além disso, há o projeto Nexalgum Sessions, que pode ser conferido no canal do YouTube,  onde está acontecendo a segunda edição virtual do Imergir, que é um festival de artes integradas que começou neste mês de julho e seguirá até agosto. 

Michely finalizou dizendo que, em breve, haverá dois registros muito importantes para a história do Nexalgum. “Ainda é segredo, mas em breve a gente conta tudo pra vocês”, finalizou.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄