fbpx

Cerimônias religiosas voltam a ser proibidas em Bom Despacho

Bom Despacho está entre as cidades do Estado que tiveram reconhecido, na quinta (30), pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o decreto municipal de calamidade pública por causa do coronavírus.

As cerimônias religiosas com presença de fiéis foram novamente proibidas em Bom Despacho, conforme documento publicado neste sábado (2) pela Prefeitura. O Executivo voltou atrás na decisão tomada nesta quinta-feira (30), por entender que os fiéis estarão mais seguros nas devidas residências. A Prefeitura disse que havia permitido a retomada das atividades religiosas após uma reunião com o Comitê de Enfrentamento à Covid-19.

Na ocasião, havia sido decretado que idosos, pessoas do grupo de risco ou com sintomas de gripe deveriam ficar em casa e assistir as cerimônias via internet. No entanto, neste sábado o Município informou que em outra reunião realizada com o Comitê o assunto foi revisto.

A prefeitura disse também que, conforme o momento, o mais adequado é que todas as pessoas independentes de pertencer ao grupo de risco fiquem em casa, para evitar a propagação do vírus.

De acordo com o boletim da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), divulgado neste sábado (2), Bom Despacho tem um caso confirmado de coronavírus.

Bom Despacho está entre as cidades do Estado que tiveram reconhecido, na quinta (30), pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o decreto municipal de calamidade pública por causa do coronavírus.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄