COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Material estava em fábrica clandestina na zona rural do município. ‘Girândola I’ é feita em parceria por Exército, Bombeiros e PM

Uma tonelada de fogos de artifício foi apreendida nesta quinta-feira (30) em Santo Antônio do Monte, durante a Operação “Girândola I”, realizada em conjunto pelo Exército, Corpo de Bombeiros e pela Polícia Militar (PM). O material estava em uma fábrica clandestina na zona rural da cidade.

O coronel Nilton Rezende explica que os objetivos da ação são fiscalizar o armazenamento inadequado desses produtos e detectar indícios de desvios para o uso em ataques a caixas eletrônicos ou práticas terroristas durante os Jogos Olímpicos. “No caso desses materiais de origem desconhecida, em muitas das vezes a gente não sabe quem é o dono. Então esse material, normalmente, é periciado para se avaliar o grau de periculosidade. Se estiver em condições de uso, muito provavelmente será leiloado através da Justiça. Os recursos arrecadados serão empregados nas forças de segurança“, disse.

Continua depois da publicidade.

A cidade é polo da indústria de pirotecnia no Centro-Oeste mineiro. Reúne cerca de 70 empresas especializadas na fabricação de fogos. “Há uma preocupação muito grande com a produção, o armazenamento e o comércio dessa pólvora, que poderia levar a uma produção de forma clandestina desses explosivos, podendo chegar a usos indevidos, como em explosões a caixas eletrônicos ou atentados. Há essa preocupação de termos, nessa operação, um controle muito grande sobre a pólvora especificamente”, disse o militar do Exército.

São fiscalizados o armazenamento, a produção, o transporte e a venda dos fogos. O Corpo de Bombeiros também atua na ação. “Esta é uma época atípica, onde as pessoas soltam muitos fogos de artifício. Com isso a comercialização aumenta, elevando também a fabricação desses fogos. Cabe ao Corpo de Bombeiros proporcionarem à população uma segurança maior no nosso papel de fazer essas fiscalizações para que as empresas se adequem às normas”, disse o sargento Luciano Silveira.

O Exército espera fiscalizar mais de 60 fábricas de fogos de artifício. Além de Santo Antônio do Monte, deverão ser vistoriadas fábricas em Lagoa da Prata e Araújos.

Por: G1

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp