COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade .

Saldo mineiro foi de US$ 1,6 bilhão, um crescimento de 1,3% em relação a janeiro de 2013, enquanto que o resultado do país revelou déficit de US$ 4 bilhões no mês

 

Continua depois da publicidade .

Minas Gerais apresentou superávit na balança comercial, no mês de janeiro e registrou um saldo de US$ 1,6 bilhão, crescimento de 1,3% em relação a janeiro de 2013. Na mesma comparação, os resultados apresentados pelo comércio exterior do Brasil apresentaram déficit na balança comercial, de US$ 4,06 bilhões no mês.

 

As exportações mineiras se mantiveram praticamente estáveis no primeiro mês do ano com um total de US$ 2,6 bilhões, com redução de apenas 0,5%, em relação ao mesmo mês do ano passado. Com este resultado, o Estado aumentou sua participação nas exportações brasileiras, passando de 13,8% para 16,2%. Na comparação com o valor total de dezembro de 2013, houve redução de 1,6%. Já as importações em janeiro atingiram US$ 974,8 milhões, crescimento de 14,4% em relação a dezembro de 2013 e 3,3% menor em relação ao mesmo mês de 2013.

 

Os dados preliminares foram divulgados na manhã desta quinta-feira (06) pela Central Exportaminas, órgão da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (SEDE), que realiza mensalmente o Mapeamento das Exportações de Minas Gerais com base nos números do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

Nos últimos 12 meses, as exportações de Minas Gerais totalizaram US$ 33,4 bilhões, apresentando redução de 0,3% em relação ao período de fevereiro de 2012 a janeiro de 2013. Minas Gerais foi responsável por 13,8% do total nacional. Por sua vez, as importações aumentaram 2,4% na comparação com o mesmo período de 2012 e 2013, totalizando US$ 12,3 bilhões. Importou-se 5,1% do total brasileiro. Já o saldo comercial foi de US$ 21,1 bilhões no acumulado dos últimos 12 meses, enquanto o saldo nacional foi de US$ 2,5 bilhões. Houve uma redução de 1,9% com relação ao mesmo período de 2012 e 2013.

Para o governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, os recentes resultados obtidos por Minas Gerais no que diz respeito às exportações comprovam a eficiência e o impacto positivo da criação de um ambiente favorável de negócios, meta na qual o Governo do Estado se empenhou  constantemente nos últimos anos. “Neste cenário, não apenas as commodities (como produtos agrícolas e minérios) têm um papel fundamental, mas também os produtos de alto valor agregado, como fármacos, automóveis e computadores, vêm ganhando cada vez mais importância na balança comercial mineira. Este fator demonstra que a diversificação, a pesquisa e a  inovação são o caminho certo para o crescimento econômico e o desenvolvimento do Estado”, afirma Anastasia.

O gráfico a seguir mostra a evolução das exportações mineiros no período de 2012 a 2014:

exportações MG

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp