COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Manifestação foi na rua em que um homem  morreu atropelado por  um inabilitado. Eles pediram quebra-molas e punição para condutor.

Moradores do Bairro Santa Rosa, em Divinópolis, protestaram na tarde desta terça-feira (8/04) contra a violência do trânsito no local.

O ato é uma reação à morte de um homem de 57 anos que foi atropelado por um condutor inabilitado nesse domingo (6/04), na Rua Bolívia. Eles também são contra a alta velocidade com que os motoristas passam pelas vias do bairro.

Continua depois da publicidade.

Os manifestantes atearam fogo em pneus e pediram por mais segurança, quebra-molas e punição para o condutor que atropelou o homem.

Segundo a enfermeira Fabiana Borges Santos, antes a rua era calçada e com o asfaltamento a velocidade com que os carros passam aumentou. “Agora os motoristas não correm, voam”, disse justificando o pedido dos redutores de velocidade.

A Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Divinópolis informou que as obras no local não estão concluídas e que na região serão instalados redutores de velocidade e placas de sinalização, além de pintura na rua. A Prefeitura disse ainda que fez pediu de prioridade à empresa responsável pelo serviço para agilizar a conclusão das obras na região. Entenda o caso:

De acordo com a Polícia Militar (PM), a vítima estava sentada na calçada da própria casa, na Rua Bolívia, quando o veículo desgovernado a atingiu, arrancou uma árvore, bateu em um muro e capotou em seguida. No carro havia três jovens de 18 anos, sendo o motorista inabilitado, que foi preso em flagrante.

A vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto, no Bairro Ponte Funda, e morreu ao dar entrada na unidade. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a vítima teve traumatismo craniano e ferimentos nos braços e pernas. Dois dos jovens tiveram ferimentos leves. O motorista foi detido e liberado ao pagar fiança.

 

Fonte: Tv Bambuí

Foto: Antônio Márcio

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp