COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Apesar das constantes alertas acerca dos golpes que estão sendo aplicados em moradores em Lagoa da Prata, tais fatos ainda teimam em acontecer. Sabemos todos que estes golpes podem ser evitados.

Os autores desses crimes são sempre pessoas que se mostram amigáveis, simpáticas e geralmente estão bem vestidas. Desconfie de auxílios inesperados em bancos e filas de lotéricas; desconfie de objetos caídos no chão, tais como alianças, anéis, envelopes. Caso encontre objetos assim, acione a Polícia Militar. Se alguém lhe oferecer recompensa por ter encontrado tais objetos, chame a Polícia.

Continua depois da publicidade.

Desconfie de pessoas que possam convidá-la a receber algum tipo de prêmio, de recompensa, tais como bilhetes sorteados, rifas premiadas, números de loteria sorteados. É golpe.

Em bares e discotecas: tome cuidado com o seu copo e não aceite nada de pessoas estranhas. Pode ser colocada alguma substância em sua bebida e quando você acordar estará sem carteira, sem relógio e sem celular, às vezes até sem o carro.

O bilhete premiado: se alguém lhe oferecer um bilhete premiado, dizendo que não sabe trocar o prêmio, ou mesmo que perdeu os documentos e não pode receber o dinheiro tentando vendê-lo a você, desconfie. Geralmente pedem um dinheiro adiantado para garantir que você entregará o prêmio a ele após tentar recebê-lo na lotérica ou no banco. É golpe. Quando você for ao caixa e souber que não há prêmio algum, o bandido já estará longe com o seu adiantamento.

O golpe do Falso Sequestro: pessoas que falam bem simulam ter sequestrado uma pessoa da família. Às vezes até colocam alguém para simular o choro, ou os gritos da pessoa. Pelo fato de ficarem nervosas, podem muitas vezes repassar informações importantes aos infratores. Geralmente exigem o depósito de dinheiro em contas bancárias. Caso isso aconteça com você, mantenha a calma. Ligue para o parente que afirmam estar em poder deles. Ligue para a polícia e peça ajuda.

O Golpe da “achadinha”: Geralmente é aplicado por mulheres ou pessoas mais velhas. O golpista deixa um envelope no chão. Você encontra o envelope. A pessoa se aproxima e diz que o envelope é de sua propriedade e abre o envelope mostrando a você o dinheiro ou cheques que estão no interior do envelope. Promete-lhe uma recompensa, geralmente uma joia, pedindo para acompanhá-la até um determinado local. Dizendo que você não pode entrar na loja com a sua bolsa, a pessoa se oferece para segurá-la. Quando você retorna, não encontrando a tal loja de joias, vê que a pessoa desapareceu com a sua bolsa. Aí não adianta chorar. Caiu no golpe.

Golpe do Telefone: o golpista liga para a vítima dizendo ser funcionário de algum banco. Como ele possui alguma informação sobre a pessoa, acaba convencendo-a a digitar a senha do cartão no telefone. O golpista utiliza essas informações para retirar o dinheiro da conta da pessoa. Nunca passe qualquer tipo de informação por telefone. Prefira ir até a agência bancária para checar o serviço que está sendo oferecido. Ou ligue para o gerente. É mais seguro.

Tome cuidado ao fazer negócios com pessoas desconhecidas ou pela internet. Confirme as informações antes de realizar o negócio.

Cuidado com consórcios. Leia o contrato com atenção.

Se receber algum tipo de notícia trágica não se precipite. Procure saber a verdade e não entregue dinheiro a ninguém. Não deposite dinheiro em bancos até certificar-se da verdade sobre aquela informação.

 

Você deve fazer a sua parte, afinal segurança é dever e responsabilidade de todos.

 

Adriano Santos – TV Cidade, Lagoa da Prata.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da 107° companhia de Polícia Militar

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp