COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Crediprata ultrapassa R$ 100 milhões em ativos; Lagoacred cresce 26% em 2014

As duas cooperativas de crédito em Lagoa da Prata, Crediprata e Lagoacred, ambas do Sicoob, realizaram neste mês assembleias gerais para prestação de contas e distribuição de sobras financeiras referentes ao exercício de 2014. Os resultados apresentados pelas duas instituições mostraram a solidez, a eficiência e, acima de tudo, o compromisso social com a comunidade. Ao contrário dos bancos comerciais, as cooperativas de crédito não visam lucro. Elas se modernizaram nos últimos anos e passaram a oferecer um leque de produtos e serviços semelhante ao das instituições financeiras tradicionais, porém, com menores taxas de juros e distribuindo os resultados entre os seus associados.

Continua depois da publicidade.

O crescimento da Lagoacred e Crediprata é notável. No ano passado a economia brasileira cresceu 0,1%. O total de ativos dos cinco maiores bancos (Banco do Brasil, Caixa, Itaú Unibanco, Bradesco e Santander) atingiu, em dezembro de 2014, uma evolução de 14,4% em relação ao ano anterior. Desse grupo, a Caixa apresentou o maior crescimento, de 24%. As informações são do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

O ativo total (conjunto de bens e direitos que podem ser convertidos em dinheiro) da Lagoacred registrou um crescimento de 26% – quase o dobro da média dos maiores bancos brasileiros, alcançando R$ 77.318.191,69. A instituição possui 18.954 associados, sendo que 12.319 são portadores do cartão Lagoacred Card e Samonte Card. Possui agências em Lagoa da Prata e Santo Antônio do Monte, com postos de atendimento em Japaraíba e Pedra do Indaiá.

Já a Crediprata ultrapassou R$ 106 milhões em ativos totais no exercício de 2014, com um crescimento de 13% em relação ao ano anterior. Esta marca foi comemorada pela diretoria durante a assembleia, e elevou a instituição ao grupo de cooperativas com mais de R$ 100 milhões em ativos. A Crediprata possui 6.514 associados e possui agências em Lagoa da Prata, Moema, Japaraíba e Esteios.

“Como o objetivo da instituição não é obter lucro, todo esforço é feito para que as taxas oferecidas nos empréstimos cubram apenas os custos e, assim, sejam mais baixas. Se ao final do exercício houver lucro ou algum tipo de sobra, como chamamos, o montante é redistribuído entre os associados”, explicou Henrique Castilhano Vilares, presidente do Sicoob, entidade que reúne 502 cooperativas e mais de 3 milhões de cooperados.

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp