Voluntários recebem denúncias de mau uso da Geladeira Solidária

Voluntários recebem denúncias de mau uso da Geladeira Solidária

Durante os primeiros dias de ação, a Geladeira Solidária recebeu inúmeras doações da população de Lagoa da Prata e conseguiu atender muitas pessoas que necessitavam de algum alimento. Porém, a equipe do Anjos da Noite recebeu algumas denúncias de que pessoas que não precisavam, estariam fazendo uso dos alimentos da Geladeira Solidária, e isso gerou desconforto para quem colabora com o projeto.

No último dia 04 de setembro a equipe de voluntários Anjos da Noite inaugurou o projeto Geladeira Solidária, na rodoviária de Lagoa da Prata. O projeto tem o intuito de ajudar pessoas em situação de vulnerabilidade social e que necessitam de algum alimento.

Durante os primeiros dias de ação, a Geladeira Solidária recebeu inúmeras doações da população de Lagoa da Prata e conseguiu atender muitas pessoas que necessitavam de algum alimento. Porém, a equipe do Anjos da Noite recebeu algumas denúncias de que pessoas que não precisavam, estariam fazendo uso dos alimentos da Geladeira Solidária, e isso gerou desconforto para quem colabora com o projeto.

Uma pessoa que não quis se identificar, disse que presenciou em algumas oportunidades, pessoas que, aparentemente, não estão em situação de vulnerabilidade, levando sacolas de alimentos da Geladeira Solidária para a casa.

“Cheguei a ver pessoas que não precisam fazendo uso dos alimentos da Geladeira Solidária. Já presenciei motoristas dos ônibus e vigias da rodoviária pegar sacolas de alimentos e levar para a casa. Aproveitaram que a geladeira estava cheia, porque muitas gente fez a doação de alimentos, e essas pessoas que não precisam levaram muita coisa para a casa”, explicou.

Janaína Andrade é voluntária do Anjos da Noite, acompanhou de perto as ações da Geladeira Social e explica que, por mais que a população tenha aderido ao projeto, falta bom senso por parte de certas pessoas.

“Muita gente ajudou e colaborou com o projeto, porém, recebemos denúncias que pessoas que não precisam de verdade dos alimentos estão fazendo uso das doações. Isso nos deixa triste, porque a intenção da geladeira é de ajudar quem realmente precisa”, explicou a voluntária.

Cabo Nunes é um dos idealizadores do projeto Geladeira Solidária e explica que a equipe Anjos da Noite já pensou em algumas ações para conscientizar a população.

“Estamos recebendo muitas doações, mas é necessário que as pessoas tenham bom senso. Queremos fazer um trabalho de conscientização da população para que deixe os alimentos para as pessoas que realmente precisam. Colocar uma pessoa lá para ficar de olho 24 horas por dia é impossível, pois hoje em dia todo mundo tem seus compromissos. Estamos estudando a ideia de colocar banners e cartazes com mensagens de conscientização. Os alimentos da geladeira solidária é para quem está precisando de verdade”, explicou Cabo Nunes.

A Geladeira Solidária se encontra na Rodoviária Municipal de Lagoa da Prata. Qualquer pessoa pode realizar a doação de alimentos. A equipe dos Anjos da Noite explica que é necessário que os alimentos estejam embalados e com data de fabricação. Não é permitido colocar na geladeira bebidas alcoólicas, carnes cruas ou peixes, embalagens abertas e ovos.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄