Fábricas de fogos são fiscalizadas, advertidas e multadas na região

Fábricas de fogos são fiscalizadas, advertidas e multadas na região

Foto: Corpo de Bombeiros

As empresas advertidas ou multadas terão 60 dias para regularizarem a situação

O Corpo de Bombeiros de Divinópolis em parceria com o Exército Brasileiro e o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Belo Horizonte estiveram na região para fiscalizarem mais de sessenta fábricas de fogos.

Foram fiscalizadas as fábricas de Santo Antônio do Monte, Lagoa da Prata, Luz, Itapecerica, Arcos, Pedra do Indaiá e Moema. Segundo informações da assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros cedidas ao G1, , a ação terminou na última  quinta-feira (31) e foram fiscalizadas 65 empresas. A maior parte delas (29) estava em situação regular. Outras 25 empresas não estavam em conformidade com o regulamento e foram advertidas, sendo que duas delas foram multadas.

Além disso, três estabelecimentos estavam em processo de regularização e oito haviam encerrado as atividades. “Chamou a atenção o número de empresas fechadas. Algumas estavam em total abandono, mas em nenhuma delas foi encontrado qualquer restante de material explosivo”, observou o comandante da Companhia de Prevenção do Corpo de Bombeiros, capitão Joselito Oliveira.

De acordo com os bombeiros, diversas irregularidades foram encontradas, dentre elas, a falta de manutenção em sistemas preventivos como extintores descarregados, sem lacres ou despressurizados, sinalizações de emergências ausentes ou sem manutenção e ampliações de áreas construídas sem autorização.  “Todas estavam com a liberação dos bombeiros, que duram cinco anos, mas neste prazo tem que ser feita a manutenção nos extintores que têm duração de um ano, nas luzes de segurança que precisam de manutenção, entre outros. Os proprietários precisam ficar atentos na manutenção porque a falta dela pode causar risco a segurança”, frisou o capitão ao portal G1.

As empresas notificadas ou multadas terão o prazo de 60 dias para regularizar a situação.

 

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄