fbpx

Biblioteca pública e sede do IPSEMG serão desalojados temporariamente do prédio da Câmara

Os responsáveis pela Biblioteca Coronel José Vital e IPSEMG (Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais) receberam essa semana o comunicado de que deveriam desocupar as salas para que a reforma na Câmara Municipal de Lagoa da Prata fosse realizada. No mês de fevereiro eles já haviam sido comunicados por meio de ofício pela presidente da Câmara, Quelli Couto.

Quelli Couto - presidente da câmara
Quelli Couto – presidente da câmara

No mesmo mês, Couto defendeu a necessidade da reforma. “A Câmara tem o orçamento próprio, que esse ano está estipulado em 2,8 milhões de reais. A reforma já vem desde 2014, quando o presidente Cabo Nunes iniciou o processo. A maioria dos vereadores se posicionou favorável à reforma. Hoje a reforma tem que ser feita. Temos várias questões no prédio que temos que olhar. Uma delas é melhorar a questão da acessibilidade, principalmente nos eventos que são realizados lá. Tem a questão hidráulica, elétrica, vamos ter que ampliar as salas porque este ano vamos realizar um concurso e contratar mais 5 pessoas, que se tornarão servidores da Câmara. Hoje não temos condições de receber essas pessoas. O projeto de 2014 não previa a chegada dessas novas cinco pessoas. Toda mudança gera desconforto”, argumentou Couto.

De acordo com uma funcionária da câmara a reforma está prevista para terminar em 6 meses. “Foi pedido a liberação do prédio para a próxima segunda-feira, porém a câmara só conseguirá fazer a mudança na terça. Iremos para a rua Goiás, 1076 – Centro, próximo ao Umuarama Clube “, afirmou.

Gislene Fontes - comerciante
Gislene Fontes – comerciante

Segundo a comerciante, Gislene Fontes,  o valor da reforma da câmara não deveria ser gasto no prédio. “Se aplicassem essa verba na segurança e em iluminação pública nos bairros da entrada da cidade e limpassem esses matagais seria muito mais bem aplicado. Exigem demais e fazem de menos”, disse Fonte.

Biblioteca passará por transtornos

A Biblioteca Coronel José Vital foi inaugurada em 1967 e funciona no prédio da Câmara desde 1981, conforme explica a bibliotecária Fátima César. “Atendemos um número significante de leitores, desde crianças até pessoas da terceira idade. Hoje estamos com 2.460 leitores registrados. Atendemos em média 600 usuários por mês. Inclusive, temos leitores com deficiência visual que pegam emprestado livros em Braille. Nossos usuários já estão acostumados com a localização, que é bastante estratégica para toda população. Também estamos no início do ano escolar, onde temos enorme procura para cadastro e empréstimo de livros”, afirmou.

Ricardo Costa - Secretário de Cultura e Turismo de Lagoa da Prata.
Ricardo Costa – Secretário de Cultura e Turismo de Lagoa da Prata.

Segundo o secretário de cultura e turismo, Ricardo Costa, a câmara passará por uma reforma sem sentido. “A gente não entende em uma época de crise eles gastarem o dinheiro que vão gastar. Com isso, pela primeira na história da biblioteca, ela terá que ser removida justamente no início do ano letivo, onde há uma parceria com as escolas particulares e públicas para os alunos fazerem as sua fichas literárias“, afirmou.

Costa ainda destacou que o local para a mudança da biblioteca ainda está em fase de licitação. “Com o período de reforma a biblioteca só volta no final do ano para o prédio. Ainda estamos em fase de licitação”, disse o secretário.

IPSEMG atenderá no prédio do SINE

Segundo o responsável pelo IPSEMG de Lagoa da Prata, José Maurício, se a reforma for para melhorar a funcionalidade da câmara será bem vinda, mas que para o IPSEMG está ótimo do jeito que está. “Temos segurança, uma sala boa e ampla. Estamos no prédio há mais ou menos 15 anos. O espaço nos foi cedido. Recebemos a notícia por meio de ofício no mês de fevereiro, mas ficamos aguardando para saber se acompanharíamos ou não o pessoal da biblioteca, mas essa semana nos pediram para sair porque na segunda já teria pedreiro para mexer aqui. Nos foi cedido uma sala no prédio do SINE, mas somos gratos pelo espaço que nos cedem, inclusive, a presidente da câmara garantiu o nosso retorno no prédio“, destacou.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄