COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

O vereador Rodyson Kristnamurti (PSDB) participou, nesta terça-feira (11), da primeira reunião desde o boletim de ocorrência registrado em 17 de fevereiro por agressão à ex-noiva. O tucano chegou até a Câmara escoltado por um grupo de apoiadores que o aplaudiu ao entrar em plenário e também durante o pronunciamento.

 

Continua depois da publicidade.

O clima ficou tenso quando o parlamentar usou a tribuna para se defender. O presidente da Câmara, Rodrigo Kaboja (PSL) precisou interferir para conter parte dos manifestantes. Com faixas em mãos e chicotes, eles pediam a saída do vereador. Kaboja ameaçou o público sob o risco de chamar a polícia para controlar os ânimos.

 

Em um dos momentos um dos integrantes pró-Rodyson e o de oposição começaram a discutir, mas foi amenizado por outras pessoas. Com muito custo, o tucano conseguiu se pronunciar e se declarou inocente. Disse que a “verdade logo aparecerá”. Rodyson também agradeceu o apoio e classificou o caso dele como sendo “pessoal”.

foto-3

“Aqui irei fiscalizar e  legislar. Queria agradecer a cada amigo, companheiro, familiares, assessores, vereadores, que tem me apoiado. A verdade está chegando e ficarei de cabeça erguida”, afirmou.

 

 

 

Caso

 

O parlamentar é acusado de ter agredido a ex-noiva após ela ter o flagrado com a amante da casa do casal. Desde o ocorrido Rodyson não foi visto em público. Para as ausências nas reuniões ele apresentou atestado alegando gastrite crônica.

 

Fonte: portalcentrooeste

 

 

 

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp