COMPARTILHAR
Continua depois da publicidade.

Processo até capela ser proclamada paróquia levou três anos.
Conjunto arquitetônico se torna parte da sede regional da Polícia Militar.

 

Foi inaugurada nessa sexta-feira (14), em Bom Despacho, a primeira Paróquia Militar da Polícia Militar de Minas Gerais e das polícias do país. A Matriz de Santa Efigênia, protetora dos policiais, se torna parte do conjunto arquitetônico da sede regional da PM.

Continua depois da publicidade.

A construção de 1935 tem várias molduras com influência portuguesa no teto e nas paredes, características do estilo neoclássico. No local também são encontrados vestígios do barroco mineiro na decoração e nos detalhes em madeira.

Para a professora Maria das Graças, o lugar é um orgulho para a cidade, que é conhecida pelas belas igrejas. “Isso representa a fé do nosso povo. Todas essas igrejas sempre estão lotadas porque a população participa efetivamente”, afirmou.

Adriane Aparecida Silva foi responsável pela limpeza da Paróquia. Para ela o trabalho voluntário foi gratificante. “Quando era capela eu tinha medo do espaço ser destruído. Agora se tornando uma paróquia, ninguém vai tirar esse espaço de nós. Uma paróquia é para sempre”, argumentou.

O processo levou três anos até que a capela fosse proclamada paróquia. De acordo com o comandante do 7ª Batalhão Polícia Militar, tenente-coronel Wagner Soares Santana, tanto a população quanto os policiais ganharam com a nova igreja. “Ela atende o anseio de todos nós, civis e militares. Esse é um momento histórico”, disse.

A nova igreja tem capacidade para 150 pessoas. “Nosso grande objetivo é atrair os militares e as famílias deles, numa sintonia de lealdade e sensatez de trabalho”, informou o pároco Sebastião Fernandes Pereira.

Serão criadas comissões de voluntários e projetos para contribuir com o desenvolvimento da comunidade. Um dos projetos em andamento é a construção de um centro social. “Desenvolvemos a missa das crianças aqui nesse local e agora pretendemos desenvolver uma ação com os jovens e assim atraí-los para a igreja”, comentou o voluntário Rafael Teixeira Sobrinho.

Fonte: G1

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp