COMPARTILHAR
Núbia Soares marcou 13,83m na Rio 2016 e não avançou à final (Foto: Franck Fife/AFP)
Continua depois da publicidade .

A participação na Rio 2016 fugiu do roteiro traçado pela atleta do salto triplo Núbia Soares. Queimou a primeira tentativa ao pisar além da tábua de impulsão. Depois, com 13,81m e 13,85m, ficou fora da final e em 23º lugar na classificação geral. Primeira olimpíada, ansiedade, lesão no joelho. Motivos que podem ter levado a mineira de Lagoa da Prata a não ter feito uma boa série de saltos. Mas a própria Núbia reconhece: foi válido pela experiência e se inicia um novo ciclo olímpico até Tóquio. O primeiro grande passo é o Mundial de Atletismo em Londres, no ano que vem, para cumprir o que ela admite: ser promessa para 2020.

Com 20 anos, Núbia encarou com tranquilidade a série feita no Estádio Olímpico, mesmo tendo ficado a 32 cm da marca conquistada no Troféu Brasil que a garantiu na Rio 2016 e que poderia ter dado à atleta uma vaga na final do salto triplo: 14,17m. A melhor da classificatória foi da campeã mundial, Caterine Ibarguen, com 14,52m, que também levou o ouro. Recuperada recentemente de uma lesão no joelho, a mineira declara aberta a busca pela próxima chance olímpica. “Foi uma experiência ótima participar dessa Olimpíada, mas acho que pesou muito o fato de ter sido a minha primeira. Talvez eu estivesse ansiosa. Como sou promessa para 2020, acho que vou estar mais madura e conseguir fazer saltos melhores”, disse.

Continua depois da publicidade .

Núbia garante que diz a si mesma: não adianta ficar pensando no que não fez. Depois de passar a segunda-feira no Parque Olímpico, onde acompanhou competições de atletas brasileiros, ela voltou a São Paulo com o objetivo de continuar a rotina de treinos. Ela ainda não se reuniu com o técnico Neilton Moura para repassar a agenda para os próximos meses, mas garante que pretende se dedicar uma nova chance na Olimpíada em Tóquio. “Agora começou outro ciclo olímpico, que levará outros quatro anos. Ano que vem tem mundial em Londres, na pista onde foi a Olimpíada lá. Estou bem empolgada para isso”, comentou.

Em uma mensagem de despedida da Rio 2016 publicada em sua conta pessoal na rede social, Núbia Soares enfatiza que a participação foi a realização de um sonho, que segundo ela, continua. “Uma criança de 1,81m realizando um doce sonho. Obrigada a você que tornou tudo isso mais real. Obrigada às pessoas que me ajudaram a chegar até aqui. Abel, Neilton, Mauro, Henri e Fernando, que sempre me ajudoram também. À minha família, que esteve no estádio vibrando a cada salto (e também a quem não pode estar) e todos que acordaram cedo para me mandar toda aquela energia positiva”, escreveu a atleta, que se referiu ainda a amigos que acreditaram em seu sonho esportivo, que começou quando ela tinha 12 anos.

Núbia Soares (Foto: Facebook/Reprodução)

Deixe o seu comentário e compartilhe no Whatsapp