fbpx

Vereadores questionam investimentos da Copasa em Santo Antônio do Monte

Vereador Carlos Campinho
Empresa afirma ter investido 20 milhões de reais no município

Durante a reunião da Câmara Municipal de Santo Antônio do Monte no dia 1 de junho, os vereadores Carlos Campinho e Marquinho do Sindicato apresentaram um requerimento solicitando ao Executivo que notificasse a Copasa para que a concessionária preste contas dos investimentos realizados no município.

Segundo o vereador Carlos Campinho, além da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) não se vê nenhum investimento da empresa. “Diante de todas as situações que estamos vendo em relação à crise hídrica em todo o Brasil, podemos citar um grande descaso da Copasa. A operadora tem um contrato com o município e nós queremos essa prestação de contas. O pessoal da Copasa vem aqui e ‘nhennhén’ e num sai nada. O município já tem vários movimentos e associações que lutam em prol da preservação do meio ambiente o que vemos é que a Copasa está nos fazendo de bobos. A gente sabe que a ETE (Estação de tratamento de Esgoto) está funcionando, mas e outros investimentos?”, reclama Campinho.

Em nota enviada ao Jornal Cidade, a Copasa informou que, desde 2004, investiu 20 milhões de reais na operação, manutenção e conservação dos serviços públicos de abastecimento de água e esgoto sanitário no município.

[pull_quote_left]O pessoal da Copasa vem aqui e ‘nhennhén’ e num sai nada. O município já tem vários movimentos e associações que lutam em prol da preservação do meio ambiente o que vemos é que a Copasa está nos fazendo de bobos. [/pull_quote_left]

A concessionária esclarece que antes de iniciar qualquer obra, os representantes dos poderes Executivo e Legislativo são comunicados. A Copasa também informa aos órgãos públicos municipais sobre interrupções no abastecimento, seja planejada ou emergencial, e também no sistema de coleta e tratamento do esgoto.

A Copasa afirma que nos últimos dez anos foram efetuadas 2.700 ligações de água, de acordo com o crescimento do município. A expansão representou um investimento de R$ 1.380.290,88, gerando um índice de atendimento superior na cidade de 96% em água e 91% em esgoto.

O sistema de abastecimento de água, de acordo com a empresa, recebeu investimentos superiores a 2,5 milhões de reais nos últimos dez anos. Conforme contrato, a Companhia implantou sistema completo de esgoto sanitário, incluindo redes coletoras, interceptores e uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), em operação desde 2013, atendendo a toda demanda para, no mínimo, os próximos dez anos. “Este investimento ultrapassou 26 milhões de reais”.

De acordo com a concessionária, no planejamento para Santo Antônio do Monte, além dos investimentos já realizados, estão previstos recursos para atender o crescimento do município e também melhorias e ampliação no sistema de tratamento de água.

Visão da população

Adevair Joaquim de Souza
Adevair Joaquim de Souza

 

“Não concordo com isso. Não tem como eles terem colocado este valor em nossa cidade. O serviço da Copasa é muito deficiente. Eu acho que falta muita coisa, falta eles olharem para o esgoto da cidade e o abastecimento de água. Melhorou em algumas coisas, mas não usaram 20 milhões de reais de jeito nenhum. (Adevair Joaquim de Souza – Cobrador).

 

 

 

Robson Conrado de Castro.
Robson Conrado de Castro.

“Eu não concordo. Tenho andado na cidade e  visto a situação do esgoto. Posso citar o bairro Bela Vista, onde o esgoto cai perto da fogos Globo e no local não existe uma captação de esgoto. O que a gente pede é um esclarecimento da Copasa sobre onde é que foi gasto esses 20 milhões de reais e que ela especificasse os projetos que fizeram de 2004 para cá. Demoraram muito tempo para construir a captação de esgoto perto da Pedreira, mas e o restante? Nem sabemos quanto foi gasto na obra. Eu como parte da população, peço um esclarecimento da Copasa. (Robson Conrado de Castro – Representante Comercial)

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄