Vereadora pede providências à prefeitura sobre testes rápidos de coronavírus e outros assuntos

Vereadora pede providências à prefeitura sobre testes rápidos de coronavírus e outros assuntos

Dentre eles, a vereadora solicita que o secretário de Saúde, Geraldo de Almeida informe os números de respiradores disponíveis na Unidade de Pronto Atendimento (Upa) e Hospital São Carlos, e se há a previsão de mais aquisição. Além disso, o documento ainda fala sobre os testes rápidos.

A vereadora Quelli Couto, enviou ao Executivo Municipal de Lagoa da Prata um requerimento solicitando providências e esclarecimentos sobre diversos assuntos que permeiam a pandemia de coronavírus no muncípio. Dentre eles, a vereadora solicita que o secretário de Saúde, Geraldo de Almeida informe os números de respiradores disponíveis na Unidade de Pronto Atendimento (Upa) e Hospital São Carlos, e se há a previsão de mais aquisição. Além disso, o documento ainda fala sobre os testes rápidos.

Veja as solicitações na íntegra:

  • Quanto aos servidores do grupo de risco, foram afastados de suas funções de contato direto com a população? Se não, justificar o porquê de não afastá-los.
  • Quanto o número de respiradores disponíveis para o atendimento seja na UPA ou no Hospital, prevendo uma demanda de sua utilização, quantos há disponíveis? Há previsão de aquisição de mais respiradores?
  • Quanto aos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os servidores que continuam com suas atividades, estão sendo fornecidos a todos os setores? Se não, por favor, justificar.
  • Quanto ao setor da odontologia, continua com suas atividades e receberam EPIs?
  • Quando a aquisição de testes rápidos para atender aos servidores da secretaria de saúde e de outros setores que estão na linha de frente do atendimento aos casos suspeitos do Covid-19 em nosso município, é possível a compra emergencial de Kits rápidos de exames para atendê-los? Considerando que o resultado sai em 30 minutos.
  • Haverá tomada de medidas para suspensão de alvarás de comércios que descumprirem as orientações.
  • É possível incluir no Comitê Gestor, um representante do legislativo, um representante da Polícia Militar e um representante da Guarda Civil?
  • Há previsão junto a secretaria de Assistência Social para aumentar o número de famílias que recebem cestas básicas? Uma vez que com a restrição de locomoção e suspensão de atividades de empresas, muitos podem ficar sem recebimento de salários nesse momento.
  • Que medidas estão sendo pensadas em relação aos moradores de ruas que estão ainda mais vulneráveis, pois não possuem teto e na maioria das vezes não tem como realizar sua própria higiene.

O Jornal Cidade procurou a assessoria de comunicação da prefeitura de Lagoa da Prata para saber se já há um posicionamento sobre o assunto, mas até o fechamento da edição não obtivemos resposta. Ficando em aberto, caso queiram se posicionar.

Veja o documento:

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄