fbpx

Trabalhadores têm menos de dez dias para sacar abono salarial

Foto: Ilustração/ Reprodução da internet

O prazo termina no dia 28 de dezembro e, segundo o governo, não haverá nova prorrogação

Os trabalhadores com direito ao abono salarial ano-base 2015 têm menos de 10 dias para sacar o benefício nas agências bancárias. O prazo termina no dia 28 de dezembro e, segundo o governo, não haverá nova prorrogação. Cerca de 1,4 milhão inscritos no PIS e no Pasep não haviam sacado o dinheiro até o final de novembro. O valor disponível soma R$ 979,54 milhões. O Sudeste acumula quase metade desse recurso, com R$ 521,15 milhões. Na Região Sul, o valor disponível soma R$ 176.812.294,27.
Para ter direito ao abono, o trabalhador precisa ter tido vínculo formal a uma empresa ou órgão público por pelo menos 30 dias em 2015, remuneração média de até dois salários mínimos no período trabalhado, inscrição no PIS há pelo menos cinco anos e ter seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, alerta para o encerramento do prazo:
– Ainda tem o feriado do Natal na agenda bancária. Portanto, quem ainda não viu se tem direito, procure os bancos ou ligue para o telefone 158 do Ministério do Trabalho. Se informe e, se tiver direito ao benefício, não deixe de sacar.
O chefe de divisão do Abono Salarial do Ministério do Trabalho, Márcio Ubiratan, explica que o valor que cada trabalhador tem para receber é proporcional à quantidade de meses trabalhados formalmente em 2015. Quem se encaixa nos critérios e teve vínculo o ano todo recebe o valor na íntegra. Quem trabalhou um mês, por exemplo, recebe 1/12 do valor e, assim, sucessivamente. Os pagamentos variam de R$ 79 a R$ 937.
Os trabalhadores da iniciativa privada, que são vinculados ao PIS, sacam o dinheiro nas agências da Caixa ou em lotéricas de todo o país. Já os servidores públicos, com vínculo no Pasep, retiram o benefício no Banco do Brasil.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄