fbpx

Taxa para emissão de segunda via de identidade sobe e chega a quase R$ 100

Primeira via do documento continua grauita. Em casos de furto ou roubo da identidade, há isenção de taxa mediante apresentação do boletim de ocorrência.

A Polícia Cívil divulgou na última semana um aumento de 20% no valor da taxa para a emissão da segunda via do documento de identificação. O valor do serviço, que antes era R$ 78,88, com o aumento, passou para R$ 95,41.

O reajusto, de acordo com o órgão, se deve ao novo valor da Unidade Fiscal de Minas Gerais (Ufemg). Para aqueles que ainda não tiraram a primeira via do documento, não há cobrança de taxa. A isenção também se aplica aos que precisam solicitar a segunda via do documento em caso de roubo e furto, mediante apresentação do boletim de ocorrência. O prazo para o requerimento, para esta circunstância, é de até 30 dias após o fato.

Em nota, a Polícia informou que pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconômica também estão isentas da taxa, desde que apresentem comprovante de inscrição no CadÚnico, emitido pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras). O benefício se estente para todo o grupo familiar.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄