Secretaria de Segurança aponta queda no índice de criminalidade

Secretaria de Segurança aponta queda no índice de criminalidade

Foto: Alisson Gontijo

Lagoa da Prata registrou redução de 30% no número de crimes, e são 45% menos boletins de ocorrência na região

Um balanço com o número de crimes violentos em Minas Gerais mostrou que Lagoa da Prata teve o índice reduzido em 30%, enquanto que na região a queda foi de 12,7%. A estatística é dos números de 2017 comparados com os de 2016. De acordo com o Delegado Geral de Polícia e Chefe do 7º Departamento de Polícia Civil / Divinópolis, Ivan José Lopes, a tendência é que em 2018 haja uma redução também nos casos de roubos, considerando que nos últimos meses do ano passado houve maior queda desse tipo de crime.

Ivan disse que, proporcionalmente ao número de habitantes, Lagoa da Prata não se destaca em criminalidade violenta na região. “Lagoa da Prata tem a 6ª maior população no âmbito dos 50 municípios do 7º Departamento de Polícia Civil (são 51.204 habitantes, conforme estimativa do IBGE/2017). Ela apareceu em 7º lugar em número de roubos, atrás de cidades como Pitangui e Perdigão, com bem menos habitantes”, pontuou.

Dr. Ivan José Lopes – Delegado Geral de Polícia e Chefe do 7º Departamento de Polícia Civil de Divinópolis.

A estrutura de profissionais na Delegacia de Polícia Civil de Lagoa da Prata dispõe de um delegado, 2 escrivães, 5 investigadores e 7 servidores administrativos. É possível que chegue uma delegada ainda neste ano para aumentar a equipe, porém, uma resolução editada pela chefia da Polícia Civil de Minas, no ano de 2009, prevê um número bem maior para o município: 3 delegados, 5 Escrivães e 18 Investigadores.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Cidade, Ivan falou sobre as estratégias que levaram à diminuição dos números.

Jornal Cidade: A seu ver, a que se deve essa redução?

Ivan: O combate à criminalidade não se resume em atuação exclusiva de polícia. Seja da Polícia Militar, de natureza preventiva; ou da Polícia Civil, de natureza repressiva. Vários outros fatores produzem resultados negativos ou positivos em matéria de criminalidade. No caso de Lagoa da Prata, a redução da criminalidade violenta se deve ao esforço conjunto de todas as instituições de defesa social: Polícia Civil, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Corpo de Bombeiros e Sistema Prisional, em harmonia com o Ministério Público e o Judiciário, ressaltando a importante parceria da Prefeitura Municipal e a confiança e colaboração do povo de Lagoa da Prata.

Como fazer para dar continuidade e baixar mais?

Netwise

Em relação à Polícia Civil, ela vai continuar fazendo o seu papel constitucional primário de investigar. Vai trabalhar com profissionalismo para apurar autoria, materialidade e circunstâncias do crime não evitado, e sempre priorizando a investigação do crime violento e do tráfico de drogas. Essa é uma diretriz.

Outra diretriz é a de intensificar a interlocução entre as unidades policiais no sentido de otimizar as informações, e produzir melhores resultados para a população. Para isso, nós contamos com o profissionalismo e a responsabilidade dos nossos delegados, investigadores, escrivães, peritos criminais, médicos legistas e servidores administrativos.

Há previsão para que operações de combate ao crime aconteçam nos próximos meses?

Sim, eventuais operações de Polícia Judiciária podem ocorrer a qualquer momento, no contexto de investigações, se isso se mostrar conveniente e oportuno, em qualquer cidade da nossa região. O apoio operacional e logístico será ofertado pelo Departamento de Polícia. Mas, lembrando que, diariamente, a Polícia Civil instaura novas investigações e conclui outras, muitas vezes importantes e com resultados positivos. Nem sempre esse trabalho é percebido imediatamente pela população. Às vezes dá-se muito valor ao ‘espetáculo’ de uma operação, e elas são realmente importantes, inclusive para sensação de segurança, mas não se valoriza tanto outros trabalhos investigativos discretos, porém eficientes e talvez até mais relevantes juridicamente.

A Polícia Civil considera importante a colaboração da população na solução de crimes?

Com certeza, a Polícia Civil valoriza muito a colaboração da população. Especialmente devido a sua função de investigação, a Polícia Civil precisa das informações da população de bem. Com base nessas informações, às vezes mínimas, crimes graves são elucidados. A Polícia Civil existe e trabalha para a segurança do povo, portanto, é importante que haja confiança do povo na Polícia, obviamente, a Polícia deve fazer por merecer essa confiança. Bom lembrar que o povo pode colaborar, dando informações verdadeiras diretamente aos nossos policiais civis ou, se preferir, por via do sistema Disque Denúncia Unificado, basta ligar no telefone 181 e não precisa se identificar.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄