fbpx

Saiba mais sobre a vacinação contra covid-19 para adolescentes do Centro-Oeste MG

Contrariando orientação do Ministério de Saúde, Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais liberou na sexta (17), a vacinação contra covid-19 para adolescentes sem comorbidades. Confira o posicionamento de algumas cidades da região sobre a medida:

João Alves


A polêmica sobre a não vacinação de adolescentes sem comorbidades no Estado de Minas Gerais chegou a um desfecho nesta última sexta-feira (17). Até então, de acordo com um comunicado da Secretaria de Estado De Saúde (SES-MG) na quarta feira (15), o Estado seguiria a recomendação da pasta federal de não imunizar adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades contra a covid-19. O posicionamento da Secretaria de Saúde Estadual, fiel ao Ministério da Saúde, causou polêmica entre especialistas por não ser pautado em critérios científicos robustos e por colocar em risco a celeridade da vacinação. No entanto, dois dias após essa notificação, o Governo de MG mudou o seu posicionamento sobre o assunto e decidiu-se pela imunização de todo o grupo etário.

A decisão do Secretário de Saúde Fábio Baccheretti baseia-se no parecer da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de acordo com o qual “não há evidências que justifiquem a alteração da recomendação para uso do imunizante da Pfizer em todos os adolescentes” – referindo-se também aos adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades.

Questionada sobre a vacinação para esta faixa etária, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Lagoa da Prata antecipou que, caso sejam enviados novos lotes para a cidade, o município procederá sim à vacinação em adolescentes sem comorbidades. Na mesma esteira, a Prefeitura de Santo Antônio do Monte anunciou que já está vacinando adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades e que, havendo doses remanescentes ou recebimento de remessas, iniciará a vacinação de todo o grupo etário.

Em nota, perguntada sobre o mesmo assunto, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Moema respondeu que “O município de Moema, assim como todo o Estado de MG seguirá a deliberação 3508/2021, onde inclui o grupo de todos os adolescentes de 12 a 17 anos para vacinação. A vacinação será na ordem de prioridade da deliberação e as doses serão distribuídas de forma gradativa para esse grupo. A Secretaria Municipal de Saúde de Moema já está se organizando para iniciar essa próxima etapa, as informações sobre o calendário de vacinação serão divulgadas em nossas redes sociais e também no site oficial. Segundo as informações recebidas pela Superintendência Regional de Saúde,  em breve será liberada a primeira dose de vacinação para adolescentes de 12 a 17 anos em nossa cidade e também a dose de reforço, conhecida como 3ª dose para o público 85+ e idosos institucionalizados. A Prefeitura de Moema está atenta a todas as instruções recebidas e reconhece a importância de manter toda a população imunizada”.

A Prefeitura de Arcos, ao seu turno, respondeu que ainda não tem previsão de data para iniciar a vacinação de adolescentes sem comorbidades e que ainda aguarda as orientações da Secretaria de Saúde do Estado. Ainda, a Prefeitura completou que “emitiu matéria solicitando os jovens de 12 a 17 anos que fizessem o CPF ou o cartão do Sus, como forma de adiantamento do processo, visto a exigência de um dos dois documentos no ato da vacinação.”

A redação também entrou em contato com a Prefeitura de Japaraíba que, segundo a Assessoria de Comunicação, “a secretaria de Saúde de Japaraíba informa que ainda não recebeu a nota com o posicionamento de prioridades da vacinação dos adolescentes, porém já está previamente cadastrando os adolescentes com comorbidades no município para agilizar o processo de vacinação”.

O Jornal Cidade está atento ao andamento do cronograma da vacinação das cidades citadas, e nas demais cidades da região, e se compromete a notificá-lo em caso de atualizações, alterações e demais informações relevantes.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄