Prefeitura de Lagoa da Prata adota medidas mais rígidas para academias e deliverys em novo decreto

Prefeitura de Lagoa da Prata adota medidas mais rígidas para academias e deliverys em novo decreto

Segundo o documento, academias e estabelecimentos da mesma categoria têm medidas de enfrentamento intensificadas contra o novo coronavírus. Para o funcionamento dos estabelecimentos, todas devem ser seguidas sob pena de multa ou fechamento.

No Decreto Nº 018/2021 publicado nesta sexta-feira (15), a Prefeitura Municipal de Lagoa da Prata adota novas medidas para o funcionamento dos serviços de delivery, academias e estabelecimentos da mesma categoria, que agora devem seguir medidas mais rígidas do que as que já foram adotadas anteriormente.  

Entre as medidas apresentadas, fica determinado que bares, restaurantes, lanchonetes, supermercados e lojas de conveniência, estão autorizados a prestar os serviços de delivery, desde que seja para a entrega de alimentos. A venda e entrega de bebidas alcóolicas está proibida após ás 22h. 

Em relação às academias e estúdios de musculação, ginástica, crossfit, pilates, yoga, o número de alunos deve ser restrito de acordo com o espaço do local, há também o desuso de catracas para evitar o contato de alunos no objeto, os horários devem ser agendados e na troca de turno deve ser feito um intervalo de 15 minutos para a higienização dos aparelhos, mobília e do local. O intervalo também será adotado para evitar que os alunos se encontrem na troca de turnos

Esta higienização deve ser documentada com hora, data e nome do responsável que a realizou. Na entrada dos alunos devem ser aferidas as temperaturas e alunos com sintomas relacionadas à Covid-19 não poderão frequentar o local. Outras medidas como ambiente arejado e bem ventilado devem ser reforçadas, além do uso de máscara, os alunos devem higienizar as mãos constantemente sendo fiscalizado pelos funcionários. Para atividades feitas em piscinas seguem as mesmas medidas obrigatórias de higienização do local e também determina que os alunos não podem andar descalços no ambiente.

Conforme o documento, as medidas são para evitar a transmissão do coronavírus e combater a doença no município e são de caráter obrigatório. Em caso de descumprimento, o estabelecimento pode ser fechado ou multado. Foram determinadas estas e outras medidas no Decreto Nº 008/2021, leia abaixo o documento na íntegra.

Foto: Reprodução/Internet

Netwise

Situação da cidade até o momento, de acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura

Foto: Prefeitura Municipal/Divulgação

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄