Número de casos confirmados de Covid-19 cresce na região

Número de casos confirmados de Covid-19 cresce na região

Minas Gerais tem 5.596 casos confirmados, mais de 500 novos casos, e 191 óbitos. O Brasil tem mais de 20 mil mortes, 1.188 nas últimas 24h, 315 mil confirmados.

Número de casos confirmados de Covid-19 cresce na região. (Foto: ilustração/reprodução da internet)

Reportagem: Matheus Costa e Rhaiane Carvalho

O país está enfrentando uma crescente no número de casos de Covid-19. Na região Centro-Oeste de Minas Gerais não tem sido diferente; os números aumentam a cada dia, o que acaba preocupando a população e, principalmente, as pessoas  que estão na linha de frente contra o coronavírus.

O município de Lagoa da Prata tem sido um dos destaques com 51 casos confirmados, 297 suspeitos e 202 negativos. Arcos possui atualmente, 19 casos confirmados, sendo 151 casos em monitoramento e 457 descartados.

Em Japaraíba são 2 casos confirmados, além de 18 casos suspeitos e 11 descartados. Em Santo Antônio do Monte são 12 casos confirmados, sendo 3 curados e 4 e isolamento; 53 casos suspeitos e 106 descartados.

Moema possui 2 casos confirmados, 18 negativos, 4 descartados e 10 em investigação. No município de Formiga são 11 casos confirmados, 41 suspeitos e 491 descartados. Em Bom Despacho são 9 casos confirmados, 39 casos suspeitos, 33 em monitoramento e 89 negativos.

Medidas de proteção

Em Lagoa da Prata, desde esta terça-feira (19), a Prefeitura emitiu um decreto que torna obrigatório o uso de máscara para a população e também para servidores públicos, privados e colaboradores que atendem ao público no município. Além de instituir o uso do acessório, o documento também destaca que os estabelecimentos não devem permitir a entrada de pessoas sem máscaras nos locais de trabalho da empresa, pois serão fiscalizados e, caso haja o descumprimento, o estabelecimento será notificado. Em caso de reincidência, o estabelecimento terá as atividades interrompidas imediatamente e também terá o alvará cassado.

Em Arcos, no dia 14 de maio, foi publicado o decreto municipal nº 5589, que traz a retomada do toque de recolher, que vai das 21 horas até às 5 horas do dia seguinte. A publicação ocorreu devido ao aumento dos casos confirmados e monitorados da Covid-19 na cidade, desde o dia 11 de maio. Os estabelecimentos que estão autorizados a atender na modalidade de entrega em domicílio (delivery), poderão funcionar até às 00 horas, já o disque e busque só deve funcionar até as 21h.

A Prefeitura de Santo Antônio do Monte suspendeu por tempo indeterminado as atividades dos bares e botecos da cidade. O decreto nº 116/2020, publicado no dia 19 de maio, proíbe também a venda e consumo de bebidas alcoólicas no interior e no entorno de lanchonetes, padarias, pastelarias, lojas de conveniência e atividades congêneres.  Os proprietários destes estabelecimentos deverão ainda, adotar medidas para evitar aglomeração de clientes no interior, e no entorno de suas lojas. O estabelecimento que descumprir a norma estará sujeito à multa no valor de R$ 6 mil e, em caso de reincidência, o alvará de funcionamento poderá ser cassado, além de ser encaminhado ao Ministério Público uma notícia crime, que poderá enquadrar o responsável no artigo 268 (infração de medidas sanitárias) e 330 (desobediência), do Código Penal Brasileiro.

Em Japaraíba, no dia 13 de maio, a Prefeitura divulgou o decreto nº 026/2020, que trata sobre medidas de enfrentamento da emergência de Saúde Pública em decorrência do novo coronavírus. O decreto obriga o uso de máscara nos estabelecimentos comerciais e dos clientes sob pena de multas no valor de R$ 80 por pessoa sem máscara, ficando o dono do estabelecimento responsável pela fiscalização e pagamento da multa, dentre outras determinações e recomendações. Além do decreto, diversas orientações foram publicadas a fim de orientar a população em relação a realização de velórios e sepultamentos, orientações gerais e orientações para supermercados, mercados, padarias e comércio varejista de alimentos. As denúncias por descumprimento do decreto e pelas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) poderão ser feitas pelos telefones: (37) 3354-1112/ 3354-1119 e 3354-2017.

A Prefeitura de Moema adquiriu dispensers de álcool em gel sem contato manual para a luta contra o coronavírus. Para usá-los, o cidadão aciona o comando com o pé e o álcool já sai nas mãos. Segundo a Comunicação da Prefeitura, foram adquiridos 11 equipamentos, onde estão localizados em todos os setores da Secretaria de Saúde que recebe diretamente a população, como o Hospital, PSF’s, Posto de Saúde da Zona Rural, Farmácia de Todos, Secretaria de Saúde, Prefeitura, setor de Obras e Secretaria de Assistência Social. Nas redes sociais da Prefeitura também é possível encontrar diversas medidas de combate ao vírus. No dia 7 de maio, a Prefeitura também decretou obrigatoriedade do uso de máscaras no município.

Minas Gerais

No dia 22 de maio, Minas Gerais registrou 5.596 mil casos ao todo, e 191 mortes. Após dois meses de coronavírus, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), a rede de laboratórios parceiros da Saúde Estadual ainda tem capacidade de realizar até 2 mil exames por dia. A pasta admite que “pode não haver realização dos testes nos casos de pacientes com sintomas leves e sem indicadores que os posicionem em grupos de risco”.

Segundo o Governo, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) começou a receber amostras para identificação do novo coronavírus em 12 de março e, desde então, havia obtido resultado de 12.845 das 14.561 amostras coletadas até 4 de maio. Todas foram processadas pelo exame RT-PCR, considerado mais seguro.

Quanto aos testes rápidos, a SES informou que recebeu aproximadamente 50 mil unidades do Ministério da Saúde. Esses exames, porém, não substituem o RT-PCR. Enquanto o mais ágil tem como objetivo saber se a pessoa já teve ou não contato com a doença, o teste mais demorado analisa a presença do vírus na mucosa e secreções nasais.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄