Naza volta à política para se candidatar a prefeito de Lagoa da Prata em 2020

Naza volta à política para se candidatar a prefeito de Lagoa da Prata em 2020

Foto: Beatriz Vasconcelos

Depois de dez anos afastado da política, Narcízio da Cruz Ferreira, o Naza, volta ao cenário político e anuncia que pretende disputar a prefeitura de Lagoa da Prata nas eleições que ocorrerão em 2020. Naza foi vereador por duas legislaturas consecutivas (2001 a 2008) e presidiu a Câmara em 2005 e 2006. Atualmente é microempresário e sua empresa tem atuação em mais de 200 municípios mineiros.

O empreendedor afirma que nos últimos 10 anos se preparou para ocupar a principal cadeira do Executivo municipal. Ele concluiu o curso de Direito e se especializou nas áreas de Direito Público e Gestão de Saúde Pública.

Para legitimar suas propostas, Naza registrou um documento em cartório, no qual constam medidas inovadoras na gestão pública, que inclui a participação de entidades filantrópicas na escolha dos secretários municipais, que terão perfil totalmente técnico. Outra medida que visa a transparência é substituir as paredes do gabinete do prefeito por vidros blindex, de modo que o cidadão saiba com quem o mandatário do município está se reunindo. A medida, segundo ele, é para dar total transparência aos atos do Executivo.

Foto: Beatriz Vasconcelos

O Jornal Cidade conversou com Narcízio, que detalhou os seus projetos, e garante que tem um modelo de gestão inovador, planejado e alinhado de acordo com as discussões das principais lideranças comunitárias de Lagoa da Prata, em seus mais variados segmentos.

Quais razões levam você a colocar seu nome à disposição para disputar a Prefeitura de Lagoa da Prata?

Fui vereador por dois mandatos e também ocupei a presidência da Câmara. Como parlamentar eu fui muito combativo, sempre procurei fazer com veemência meu trabalho também de fiscal, e isso foi reconhecido pela população. Além disso, outros resultados muito positivos da minha atuação na Câmara me dão motivação, por exemplo as verbas importantes que eu consegui para Lagoa da Prata com 14 deputados diferentes, estaduais e federais.

Durante esse tempo fora de função pública, eu montei a minha empresa, a Naza Representações. Venho trabalhando neste ramo do comércio, mas também estou sempre pensando nos assuntos da política. Eu estou há quase 10 anos me dedicando aos estudos, fiz Direito e especializações em Direito Público e Gestão da Saúde Pública.

Considero a Saúde a pasta mais importante do município e, para entendê-la melhor, eu aprofundei as pesquisas das regras sobre os convênios e a busca por recursos. Eu também estudo bastante o Orçamento e a Lei Orgânica do município. Sempre sonhei em administrar nossa cidade, e hoje me sinto preparado para ser gestor e fazer uma administração que vai ficar na história do município.

Qual é o nome da pessoa que irá compor sua chapa para ser seu vice, caso permaneça candidato?

Para um possível vice-prefeito, temos bons nomes, e tem um que possui grande chance de compor a chapa comigo, que é um grande amigo e fomos vereadores juntos: Joanes Bosco. Ele é um vereador de quatro mandatos, que trabalhou trinta anos na Saúde, tem ótimos relacionamentos e muito conhecimento nesta área. Se não houver nenhuma mudança, o vereador Joanes Bosco será candidato a vice-prefeito pela sua experiência, seu caráter e carisma.

Foto: Arquivo pessoal

E as articulações partidárias?

Acabamos de nos filiar ao Partido Social Democrático (PSD), legenda 55. Estamos fazendo os contatos de filiação de pessoas e nos reunindo em Belo Horizonte com o deputado estadual Duarte Bechir e o deputado federal Diego Andrade, que é o presidente estadual do PSD. Também estamos conversando com empresários, comerciantes, entidades filantrópicas e várias lideranças do município, a fim de ouvir bem o anseio da população para desenvolver um programa de governo que contemple suas necessidades.

Foto: Arquivo Pessoal

Se for eleito, como irá compor sua equipe de trabalho?

Minha ideia quanto a isso já está registrada em cartório. Eu irei deixar de seguir aquele velho modelo que tem imperado em quase todas as prefeituras. Com frequência, quando um novo prefeito toma posse, ele oferece os cargos de secretários àquelas pessoas que deram apoio político, ou seja, os seus ‘compadres’. Isso precisa acabar, porque leva a uma ingerência total. Para quebrar esse paradigma, minha proposta é que os secretários das nove pastas mais importantes do município sejam escolhidos por comissões especiais. Elas serão formadas por lideranças da comunidade, representantes de entidades filantrópicas, pelos conselhos de igrejas católicas e evangélicas, diretores de escolas, ou seja, pessoas que realmente conhecem as necessidades da cidade. Os grupos irão indicar de três a cinco nomes para cada pasta e teremos um conselho, formado por onze pessoas, que irá avaliar seguindo critérios de seleção, por exemplo: formação acadêmica específica na pasta, experiência, entre outros quesitos importantes que irão contando ponto. É um processo de seleção de profissionais, que serão escolhidos pela sociedade para trabalhar para a sociedade. Assim iremos ter um secretariado de excelência.

Você foi vereador por dois mandatos, como enxerga e pretende que seja a relação entre Executivo e Legislativo?

Nem sempre o Legislativo é respeitado. O vereador recebe algum questionamento ou demanda de um cidadão e a partir daí faz uma indicação ou requerimento, mas, muitas vezes ele não obtém resposta ou não é respondido à altura do que deveria ser. Sabendo dessa situação, a minha proposta é ir toda segunda-feira à Câmara Municipal uma hora antes da reunião ordinária para responder pessoalmente os questionamentos dos vereadores, e sempre que um secretário for citado, ele também deverá ir. Além disso, a imprensa também será respondida, porque eu acredito que essas atitudes são o mínimo que um gestor público pode fazer em respeito ao Legislativo e à população.

Quais são suas propostas para e educação?

Nossa principal bandeira será trazer uma grande universidade para Lagoa da Prata e não mediremos esforços para alcançar este objetivo. Lagoa da Prata está com mais de 50 mil habitantes, possui um polo industrial em expansão, e é urgente a implantação de um sistema de ensino superior que prepare nossos adolescentes e jovens. Já agendamos uma conversa com a direção da Unifenas, que tem sede em Alfenas e possui polos em Varginha, Campo Belo, Belo Horizonte e Divinópolis, e vamos ver outras possibilidades também de universidades no mesmo nível de qualidade.

No que diz respeito a ensino técnico e profissionalizante, precisamos trazer cursos do Cefet, Sesc ou Senai, buscando parcerias junto à Fiemg. Quanto ao ensino fundamental e médio, temos uma ótima educação na cidade, que é fruto de mais de 20 anos de trabalho muito sério, e vamos trabalhar para melhorar o que já é bom.

O espaço está aberto para as considerações finais.

Sou pré-candidato a prefeito de Lagoa da Prata pelo amor e carinho que tenho pela nossa cidade, e sei que tenho muito a contribuir, unindo a experiência que possuo ao conhecimento adquirido ao longo dos últimos nove anos e a uma boa equipe de governo. Podemos fazer um excelente trabalho administrando os recursos que temos e buscando com os governos federal e estadual mais investimentos para melhorar substancialmente a qualidade de vida do nosso povo.

Queremos desenvolver grandes projetos na área de Esporte e Turismo. Em parceria com a Polícia Civil Polícia Militar e a Guarda Civil, fazer uma grande força-tarefa para melhorar a segurança pública. Trabalharemos para prevenir as mazelas da sociedade, visando também as crianças, adolescentes e jovens. Realizaremos ações para melhorar ainda mais a área da saúde. Vamos manter, e se possível, ampliar a casa de acolhimento em Belo Horizonte, e criaremos uma também em Divinópolis. Também vamos diminuir cargos comissionados, reduzir drasticamente a taxa de ITBI, reduzir pela metade a taxa de esgoto, respeitar o plano de carreira do funcionalismo público e estudar a viabilidade de implantar um plano de saúde para os funcionários da prefeitura e do SAAE. Enfim, vamos montar um governo de excelência.

Narcízio tem 50 anos de idade, é casado com Joana Darc Rios Ferreira e pai de duas filhas, Izabela e Camila. Além de bacharel em Direito e duas pós-graduações, possui formação técnica em Contabilidade e Segurança do Trabalho. Atualmente é proprietário da empresa Naza Representações, que comercializa cosméticos, bonés e acessórios. Na sua jovialidade, Narcízio já era muito conhecido pelas suas intensas congregações, como por exemplo, no Movimento de Amizade Cristã (MAC), grupo católico que ele ajudou a implantar na cidade. É diretor de Esportes do time de futebol Laprata, já esteve também à frente do setor de Esportes do Umuarama Clube, fundou e foi presidente da Associação de Segurança Pública da Polícia Militar de Lagoa da Prata, entre outras tantas participações na comunidade.

Foto: Arquivo Pessoal

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄