Municípios do Centro-Oeste MG correm risco de ter vacinação contra covid-19 interrompida

Municípios do Centro-Oeste MG correm risco de ter vacinação contra covid-19 interrompida

Os municípios correm risco de terem a campanha de vacinação interrompida devido a quantidade de vacinas no estado mineiro.

Conforme divulgado pelo Painel Vacinômetro, o estado de Minas Gerais recebeu, até esta terça-feira (23), 1.171.180 doses de vacinas contra a covid-19. Deste número, 1.104.457 foram enviadas aos municípios do estado. O Jornal Cidade fez um levantamento com base nos dados divulgados pela Secretária Estadual de Saúde e também pelos próprios municípios – como por exemplo de Lagoa da Prata, em que a Secretaria de Saúde optou por divulgar um boletim de vacinação devido às divergências de dados com o boletim do estado. Conforme informado pela atual secretária de Saúde, Margarete Lacerda.

A situação na região Centro-Oeste Mineira

  • Lagoa da Prata: 1.768 doses recebidas e 1.581 doses aplicadas;
  • Santo Antônio do Monte:  962 doses recebidas e 869 aplicadas;
  • Bom despacho: 2.938 doses recebidas e 2.161 aplicadas;
  • Japaraíba: 104 doses recebidas e 92 doses aplicadas;
  • Formiga: 3.456 doses enviadas e 2.561 doses aplicadas;
  • Moema: 294 doses enviadas e 181 doses aplicadas;
  • Arcos:  Foram aplicadas 833 doses, há 353 em estoque.

O Jornal Cidade está apurando sobre o risco de pausa na campanha de vacinação nos municípios da região, pois, até o momento, Arcos, Bom Despacho e Formiga não possuem vacinas em estoques para imunizar todos os grupos prioritários. Já Arcos, aplicou todas as primeiras doses e tem asseguradas as segundas doses; não tendo mais doses em estoque para novas vacinações.

Situação no estado 

De acordo com o Painel do Vacinômetro, até o momento, o estado recebeu 1.171.180 doses, deste número, já foram aplicadas 545.546 vacinas da primeira dose e 206.136 da segunda dose. O estado até o dia 16 de fevereiro tinha apenas 130 mil doses e até o momento não tem previsão de continuar a vacinação. Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Suzano (SP), Cuiabá (MT), Curitiba (PR) são estados em que já não há mais vacina em estoque ou que estão com uma quantidade reduzida.

 

Netwise

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄