fbpx

Mulher irá prestar serviços comunitários por difamar político de Lagoa da Prata na internet

Foto: Ilustração / Reprodução da Internet

Uma consultora de moda, nascida em Belo Horizonte e residente em Lagoa da Prata, irá prestar serviços comunitários pelo período de dois meses, durante 8 horas por semana, por ter publicado em seu perfil no Facebook, no dia 10 de janeiro de 2017, um vídeo difamatório contra o prefeito de Lagoa da Prata, Paulo César Teodoro.

A autora fez menção a uma tentativa de homicídio ocorrida na cidade e tentou responsabilizar o Chefe do Executivo pela deficiência na segurança pública, chamando-o de “prefeitinho” e dizendo que o mesmo teria sido reeleito devido à compra de votos. Não satisfeita, a mulher também ofendeu a dignidade de Paulo Teodoro, chamando-o por três vezes de canalha.

A defesa da autora aceitou a proposta de transação penal ofertada pelo Ministério Público consistente na prestação de serviços à comunidade, neste caso à Vila Vicentina, ao argumento de que a denunciada não responde atualmente a nenhuma ação penal, além de ser primária e de bons antecedentes.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄