Moradores de Martins Guimarães cobram dos vereadores melhorias na comunidade

Moradores de Martins Guimarães cobram dos vereadores melhorias na comunidade

Fechamento do berçário e boatos sobre a suspensão do Maternal foram alguns dos principais temas da reunião

Foi realizada na última terça-feira (13) a primeira reunião “Câmara Itinerante” na cidade de Lagoa da Prata na comunidade de Martins Guimarães. A reunião foi realizada na escola da comunidade e contou com cerca de sessenta pessoas. Após a execução do Hino Nacional Brasileiro e da apresentação dos vereadores,  o líder comunitário Antônio Francisco do Carmo usou a palavra para mostrar as diversas reivindicações  da comunidade nas áreas da segurança pública, saúde, limpeza urbana, infra-estrutura, dentre outros. Outros moradores também fizeram o uso da palavra.

A equipe do Portal TV Cidade acompanhou toda a reunião e ouviu dos moradores as suas principais necessidades, assim como suas reclamações.


Assista aos vídeos que mostram por partes cada uma das reivindicações da população:

Antônio Francisco Questionou sobre a verba destinada ao asfalto da entrada da comunidade.

 

Antônio Francisco, em nome da população, reclamou das obras no Campo de Futebol e da falta de saneamento em algumas casas.

 

Outra reclamação foi em relação ao posto de saúde. Segundo a população, o médico vai apenas uma vez por semana.

http://youtu.be/hJL927JHn1M

 

Antônio Francisco falou sobre a segurança pública na comunidade. Ele reclamou da demora no atendimento por parte da Polícia Militar.

 

A coleta de lixo e a limpeza pública foi criticada nas reivindicações. Segundo Antônio, neste ano o lixo foi recolhido somente duas vezes. 

 

Marcos Paulo mora e trabalha em Martins Guimarães. Ele questionou a falta de informação por parte do poder público em relação às mudanças e obras na comunidade.

 

Cátia Aparecida da Silva tem filhos pequenos e está com medo de ter que parar de trabalhar, caso a creche venha fechar as portas. 

 

Roubado várias vezes, Alari Antônio da Silva reclamou da falta de policiamento na comunidade e sugeriu a presença da Guarda Civil Municipal em Martins Guimarães.

 

Segundo Sebastiana, os moradores têm enfrentado dificuldades para buscar os medicamentos da Farmacinha Municipal.

 

O vereador Di-Gianne, autor do projeto que instituiu a Câmara Itinerante, disse que a primeira reunião foi muito positiva e que a população participou ativamente.

 

O vereador Paulo Roberto Agostinho disse que a população usou corretamente seu direito de reivindicar e afirmou também que Martins Guimarães estava esquecida há muito tempo. 

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄