Moemense faz parte de missão da NASA em Marte

Moemense faz parte de missão da NASA em Marte

Ivair Gontijo é doutor, engenheiro e pesquisador da NASA e é responsável pela segunda fase da missão que busca identificar se já houve vida no planeta vermelho.

Na quinta-feira (30), a National Aeronautics and Space Administration ou Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço, conhecida como NASA, iniciou a missão Mars 2020 com um lançamento de um robô para Marte, para saber se já houve vida no planeta. Compondo o time de profissionais que fará parte dessa missão está o moemense Ivair Gontijo.

Ivair é físico, engenheiro é pesquisador da agência americana. Além de possuir doutorado no Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade de Glasgow, na Escócia, ele será responsável pela segunda fase da missão.

Robô usado na missão, intitulado como Perseverance. Foto: (NASA/ Divulgação)

Na operação está sendo utilizado um veículo batizado de Perseverance. Por lá, o robô vai iniciar uma série de tarefas. Para começar, ele produzirá oxigênio a partir do gás carbônico coletado da atmosfera de Marte, também procurará  por sinais que possam confirmar se houve vida no planeta em uma área há três bilhões de anos. A missão será fotografada e filmada por um pequeno helicóptero, que fará voos curtos diários para coletar imagens. Além de coletar amostras do solo e colocar em micro tubos que vão ficar espalhados na imensidão de Marte. 

Nesta parte, será iniciada a segunda fase da missão encabeçada por Ivair, na qual enviará outro robô em até em 2031 para buscar as amostras e descobrir a resposta que a agência tanto procura. 

Em entrevista ao Jornal Nacional da emissora rede globo, Ivair contou como foi estruturar a missão durante a pandemia e como ela interferiu no processo. Segundo ele, todos envolvidos na operação trabalharam de casa e que se não houvesse a pandemia, ele e todos os outros profissionais estariam na Flórida. Apesar de controlar equipamentos e foguetes da Terra, esta foi a primeira vez que a agência fez os preparativos finais de um lançamento de um foguete totalmente “de casa”.

 

Estudo sobre o planeta vermelho

Em uma das entrevistas cedidas ao Jornal Cidade,  Ivair falou sobre outro projeto que já liderou, a fabricação dos transmissores e receptores de microondas para o radar que controlou a descida final em Marte do veículo Curiosity, que está desde 2012 estudando o planeta vermelho.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄