fbpx

MC Poze não se apresenta em festa que havia sido contratado em Lagoa da Prata

Após repercussão do fato, o artista se pronunciou em suas redes sociais informando que o show não aconteceu por descumprimento contratual da parte do contratante.

Laiana Modesto

 

Um dos principais nomes do funk e do trap no Brasil na atualidade, o MC Poze do Rodo, deveria ter se apresentado em Lagoa da Prata no último sábado (18), porém, conforme informações de foliões que estavam presentes, ele se queixou da estrutura que não estava a altura para o show e seguiu para Divinópolis, onde também havia compromissos comerciais.

No entanto, conforme a produção do evento, os horários que deveriam ser cumpridos pela equipe e pelo artista já estavam comprometidos. “A equipe técnica do artista tinha horário previsto para chegar ao evento às 19h para checar os equipamentos e o artista às 21h, ambos chegaram 23h”, disse a organização em nota.

Após o anúncio da principal atração ter ido embora sem subir no palco, houve muita indignação e tumulto no evento. Vídeo divulgado nas redes sociais mostra diversas pessoas jogando objetos e cadeiras ao alto e conforme a organização da festa, o público invadiu o bar e também houveram ameaças de violência contra a produção do evento.

Em colaboração, o Sou+Lagoa e o Jornal Cidade, entraram em contato com a organização e produção do evento para saber mais detalhes sobre o ocorrido, que informou que o artista se recusou a cantar por causa de alguns itens relacionados a mesa de som. “Foi uma atitude ridícula, por mero luxo, pois ele deixou de cantar alegando problemas técnicos no som, sendo que o mesmo som já havia recebido dois shows de bandas antes. Além ainda da organização ter efetuado o pagamento do cachê de forma integral, ter feito os pagamentos de transporte aéreo e terrestre e ele e a equipe ainda terem consumido tudo do camarim”.

Em nota, a organização ainda afirmou que todas as exigências do Poze foram cumpridas e que haveriam várias consequências da não apresentação dele, porém a produção do artista informou que “esse problema já não era deles e que já estavam atrasados para os próximos shows”.

Após repercussão do fato em Lagoa da Prata, o artista se pronunciou em suas redes sociais informando que o show não aconteceu por descumprimento contratual da parte do contratante.

Perguntados sobre o ressarcimento do público e as providências que serão tomadas contra o artista, a organização afirmou que o seguro do evento e os advogados da festa já foram acionados para que medidas sejam tomadas quanto ao artista, como também para com os pagantes do evento.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄