Lagoa da Prata investe mais de 27 milhões de reais em obras e veículos desde 2013

Lagoa da Prata investe mais de 27 milhões de reais em obras e veículos desde 2013

Investimentos com recursos do próprio município ultrapassam 15 milhões de reais

Levantamento feito pela Secretaria Municipal de Fazenda de Lagoa da Prata, a pedido do Jornal Cidade, mostra que o município de Lagoa da Prata está aplicando, em dois anos e meio de gestão da administração municipal, mais de 27 milhões de reais em 28 obras, equipamentos, aquisição de 39 veículos e serviço de iluminação pública.

Na entrevista a seguir, o prefeito Paulo César Teodoro fala sobre os investimentos feitos pelo seu governo, num cenário de incertezas econômicas e dificuldades orçamentárias encontradas pela maioria dos municípios. Teodoro também foi questionado sobre duas promessas de campanha que ainda não saíram do papel e tem sido motivo de reivindicação por parte de vereadores, empresários e comunidade, que são a revitalização da Guarda Civil Municipal e a instalação das câmeras de monitoramento.

Jornal Cidade: A maioria dos municípios brasileiros passa por sérias dificuldades orçamentárias. Quais foram as medidas tomadas pelo seu governo para que Lagoa da Prata pudesse investir, com recursos próprios, mais de 15 milhões de reais em obras, veículos e equipamentos?

Paulo Teodoro: Primeiro fizemos uma economia. Chegamos aqui na prefeitura e encontramos a cidade com as mesmas dificuldades de outros prefeitos: problemas financeiros e sem estrutura. Adotamos uma política de austeridade, com economia e otimizamos os recursos públicos. Não foi nada fácil. A maioria dos políticos quer administrar com tapinha nas costas. Não quer cobrar imposto e nem dívida ativa. Chegamos aqui com o propósito de organizar a cidade, cobrar os impostos devidos, economizar o dinheiro público e devolvê-los em obras e serviços.

JC: Os municípios recebem vários repasses dos governos estadual e federal que devem ser aplicados, obrigatoriamente, em setores específicos, como saúde e educação. Esses recursos chegam ao município independentemente do governo que esteja à frente da cidade. Além dessas verbas, de acordo com o relatório feito pela Secretaria Municipal de Fazenda, Lagoa da Prata recebeu mais de 12 milhões de reais em investimentos dos governos estadual e federal. Como se deu a articulação para que os cofres públicos recebessem esse montante?

Paulo Teodoro: O que fizemos foi simples. Abrimos as portas da cidade para qualquer deputado que quisesse ajudar. Lagoa da Prata precisava de apoio. Há muito tempo não tinha investimento de nenhum deputado. Deputado vinha, recebia 15 mil votos e não fazia nada pela população. Abrimos a cidade e recebemos diversas emendas parlamentares.

O resultado foi extremamente positivo e estamos no caminho certo.

JC: Os prefeitos, em sua maioria, têm concentrado muitos esforços em reclamar da situação econômica, da falta de dinheiro e de outros problemas. Mas vocês, prefeitos, as vezes se esquecem de que foram eleitos para encontrarem as alternativas e apresentarem resultado à população…

Netwise

Paulo Teodoro: Na realidade, quando os prefeitos assumem uma cidade, obviamente, eles sabem das dificuldades, que são muitas e eles têm razão. O repasse do governo federal é muito pouco e do governo estadual é quase nada. Eles transferem as responsabilidades deles para os municípios. Porém, não podemos ficar de braços cruzados esperando que o milagre aconteça, pois, na política, não vai acontecer nunca. A população confia em você a tarefa de administrar a cidade e você tem que buscar a solução. Tem que conseguir uma solução caseira para atrair investimentos e economizar o máximo de recursos. Não podemos, de forma alguma, é ficar pelos cantos, reunindo prefeitos com prefeitos, falando dos mesmos problemas e não encontrando solução. Cada prefeito tem que arrumar o seu caminho e buscar apoio junto aos governos, aos outros prefeitos, às empresas, à associação comercial, junto à Câmara. Infelizmente, em Lagoa da Prata, temos três vereadores que acham que não é função do vereador buscar recursos. O vereador pode ser parceiro do Executivo. Ele também foi eleito para ajudar a administrar a cidade, não só legislar e fiscalizar, mas, sim, buscar recursos e soluções. E dentro dessa perspectiva, faço questão de mencionar o nome dos vereadores que contribuíram para conseguirmos esses investimentos de 12 milhões de reais. São eles: Adriano Moraes, Adriano Moreira, Cabo Nunes, Paulinho da Compuway, Nego da Ambulância e professor Di-Gianne.

JC: Dois itens do plano de governo que o senhor e o vice-prefeito Roberto do Tuim apresentaram durante a campanha eleitoral têm sido cobrados por várias pessoas, como a instalação das câmeras de monitoramento e a revitalização na Guarda Civil Municipal. Qual a previsão para que essas promessas saiam do papel?

Paulo Teodoro: Em relação à Guarda Municipal, precisamos reorganizar a parte administrativa da corporação. Será realizado em breve um seminário em Lagoa da Prata com uma das maiores autoridades do Brasil em gestão de guardas civis. Ele vai nos orientar sobre qual o caminho correto a seguir. Depois disso, vamos de fato reestruturar a Guarda Municipal.Em relação às câmeras de monitoramento, na última sexta-feira esteve aqui no município uma empresa que fez o mapeamento dos pontos. Eles virão novamente na sexta, dia 29, para apresentar um estudo técnico. Em breve já teremos o lançamento do edital para contratar a empresa. É um compromisso meu e do Roberto instalar as câmeras.

Gráfico_Investimentos

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄