LIRAa aponta índice exorbitante de infestação do mosquito da dengue em Lagoa da Prata

LIRAa aponta índice exorbitante de infestação do mosquito da dengue em Lagoa da Prata

O primeiro levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 11 e 15 de janeiro, aponta que Lagoa da Prata apresentou alto risco de epidemia de dengue.

O primeiro levantamento do Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa), realizado entre os dias 11 e 15 de janeiro, aponta que Lagoa da Prata apresentou alto risco de epidemia de dengue. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o índice geral de infestação atingiu 10%.

Levando em conta que abaixo de 0,9 % é considerado baixo índice, estratos abaixo de 3,9% é de médio risco e acima de 4%, é considerado alto índice, o município ter atingido 10% é exorbitante.

Confira os cinco bairros com maior índice de focos do Aedes aegypti segundo o levantamento:

Netwise
  • Bairro Marília;
  • Bairro Santa Eugênia;
  • Bairro Gomes;
  • Bairro Américo Silva;
  • Bairro Chico Miranda.

A Vigilância divulgou também a lista dos recipientes onde foram encontrados os focos de dengue:

  • Depósito móveis: pratos, vasos, pingadeiras, bebedouros;
  • Lixo: recipientes plásticos, garrafas, latas, sucatas;
  • Depósitos fixos: tanques, obras, borracharias, calhas, pneus;
  • Depósitos ao nível do solo: barril, tambor, poço;
  • Caixa de água ligada a rede;
  • Depósitos naturais.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄