fbpx

Leitos desativados para covid-19 serão destinados a outras doenças no Centro-Oeste MG

A medida se deu por causa da avaliação semanal feita pelo Comitê Macrorregião Oeste, que considerou o cenário epidemiológico favorável para redução da quantidade de leitos.

Na última quarta-feira (21), a Secretaria do Estado de Saúde (SES-MG), por meio da Regional de Saúde de Divinópolis, informou que 61 dos leitos que estavam sendo usados exclusivamente para pacientes com covid-19 na macrorregião Oeste, voltarem a atender pacientes hospitalizados com outros tipos de doença. Podendo, porém, voltar ao atendimento de antes caso seja necessário.

Segundo a SES-MG, a medida se deu por causa da avaliação semanal feita pelo Comitê Macrorregião Oeste, que considerou o cenário epidemiológico favorável para redução da quantidade de leitos. Ainda assim, a manutenção de necessidade dos leitos quanto à covid-19 é verificada semanalmente.

Confira a quantidade de leitos que foram desocupados por hospital na Macrorregião Oeste:

  • Santa Casa de Campo Belo – 3 leitos de UTI
  • Hospital Carlos Chagas de Candeias – 10 leitos de enfermaria
  • Hospital São Luiz de Formiga: 7 leitos de UTI
  • Santa Casa de Itaguara – 6 leitos de enfermaria
  • Santa Casa de Misericórdia de Itapecerica – 5 leitos de enfermaria
  • Hospital Nossa Senhora Aparecida de Luz – 10 leitos de enfermaria
  • Hospital São Carlos de Lagoa da Prata – 10 leitos de UTI
  • Hospital Municipal de Santo Antônio dos cristais – 10 leitos de enfermaria

De acordo com a diretora do Hospital São Carlos de Lagoa da Prata, Danielle Saraiva, a entidade recebeu uma notificação na última segunda-feira (19) sobre as mudanças, que são complexas, “pois envolvem equipes, estrutura física e outros! Solicitamos um prazo para adequações necessárias. O Hospital São Carlos ficará com 10 Leitos de UTI covid e 10 leitos UTI não covid, bem como os leitos clínicos”, finalizou ela.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄