Lagopratense se recusa a usar máscara em avião e é retirado pela Polícia Federal

Lagopratense se recusa a usar máscara em avião e é retirado pela Polícia Federal

O homem foi retirado do avião após se recusar a usar o acessório. Muitos passageiros registraram o momento e se mostraram indignados com o comportamento dele.

Neste final de semana, um passageiro foi retirado de um avião da Gol, que partiu de Brasília, Distrito Federal para Salvador, Bahia, por se recusar usar uma máscara de proteção facial — acessório que é de uso obrigatório dentro dos aviões da Gol devido a pandemia da Covid-19. O homem, que é de Lagoa da Prata, teve que ser retirado do avião pela Polícia Federal. O comandante da aeronave teve que retornar ao aeroporto de origem, devido ao comportamento do lagopratense. 

Em vídeos que circulam nas redes sociais, passageiros se manifestam contentes ao verem os policiais dentro da aeronave retirando o homem.

Netwise

O que diz a Gol

A Gol, companhia responsável pela viagem dos passageiros, confirmou o ocorrido e ressaltou que após o desembarque do passageiro, o restante dos clientes seguiu viagem normalmente, com previsão de pouso às 13h no Aeroporto de Brasília. 

A Gol reforça que o uso de máscaras é uma questão de segurança coletiva, e que foi a primeira companhia a adotar a prática para todos os clientes nos voos em operação, sendo o uso de máscaras obrigatório para todos, com raras exceções“, ressaltou a empresa.

A redação do Jornal Cidade entrou em contato com o lagopratense envolvido na situação, no entanto, até o momento não recebeu retorno.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄