fbpx

Lagoa da Prata é a cidade que registrou mais casos de dengue e chikungunya na região Centro-Oeste de Minas

Dados são da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Município lagopratense registrou 236 possíveis casos de dengue e 281 de chikungunya, à frente de cidades como Divinópolis e Nova Serrana.

João Alves


A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgou no início do mês de novembro o total acumulado do ano dos casos de dengue, chikungunya e zika – doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

Desde janeiro, a região Centro-Oeste, considerando apenas as cidades de Arcos, Bom Despacho, Formiga, Lagoa da Prata, Luz e Santo Antônio do Monte, registrou 433 infecções por dengue, 362 por chikungunya e 5 por zyka. Não há dados para as cidades de Japaraíba e Moema. Desse total, 54% dos casos de dengue e 74% dos casos de chikungunya são da cidade de Lagoa da Prata, como mostram os gráficos abaixo.

Percentual dos possíveis casos de dengue e chikungunya

Casos dengue (Fonte: Gráfico produzido pelo Jornal Cidade com base nos dados da SES-MG)
Casos de chikungunya (Fonte: Gráfico produzido pelo Jornal Cidade com base nos dados da SES-MG))

 

O número de possíveis casos, tanto de dengue quanto de chikungunya, da cidade de Lagoa da Prata é o maior não só das cidades listadas acima, como de toda a região, ultrapassando cidades como Divinópolis e Nova Serrana – que possuem de duas a cinco vezes mais habitantes. O município lagopratense registrou 236 casos de dengue e 281 casos de chikungunya, enquanto Divinópolis, maior cidade do Centro-Oeste mineiro, registrou 107 casos de dengue e apenas 1 de chikungunya.

Confira o total de casos por cidade:

Casos prováveis de chikungunya

  • Arcos: 42;
  • Bom Despacho: 13;
  • Formiga: 10;
  • Japaraíba:-;
  • Moema:-;
  • Lagoa da Prata: 281;
  • Luz: 8;
  • Samonte: 8.

Casos prováveis de dengue

  • Arcos: 25;
  • Bom Despacho: 42;
  • Formiga: 29;
  • Japaraíba:-;
  • Moema:-;
  • Lagoa da Prata: 236;
  • Luz: 22;
  • Samonte: 79.

Apenas as cidades de Lagoa da Prata e Samonte registraram possíveis casos de Zyca dentre as cidades listadas. No município lagopratense, foram 2 infecções observados e em Santo Antônio do Monte foram 3. Nenhum óbito por casos envolvendo o vetor foram registrados no estado de Minas Gerais.

A última atualização do boletim de casos de dengue, chikungunya e zika aconteceu no dia 10 de novembro. Para mais informações, consulte o site da SES-MG.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄