fbpx

Lagoa da Prata, Arcos, Formiga e Samonte formalizam interesse em receber a cervejaria Heineken

O anúcio foi feito pelas redes sociais das Prefeituras após a cervejaria desistir de construir a nova fábrica na cidade de Pedro Leopoldo.

A cervejaria Heineken divulgou nesta segunda-feira (13), a decisão de não construir a sua próxima fábrica na cidade de Pedro Leopoldo. Com isso, o grupo, que controla uma das marcas de cerveja mais conhecidas do mundo, comunicou que está à procura de outra cidade mineira para sediar o empreendimento.

Rapidamente, as prefeituras da Região Centro-Oeste do Estado reagiram com entusiasmo à notícia. Através de suas redes sociais, as Prefeituras de Arcos, Samonte , Formiga e Lagoa da Prata divulgaram que já formalizaram interesse em receber a fábrica de cerveja.

Em Lagoa da Prata, a assessoria de comunicação divulgou nesta quarta-feira (15)  que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico já está em contato com representantes do Governo do Estado (Invest Minas/Indi – órgão estadual responsável pela atração de empresas para Minas Gerais), para formalizar a proposta.

“Já estamos desenvolvendo um estudo prévio sobre a capacidade do município, infraestrutura, demografia e hidrologia para apresentar aos executivos da cervejaria. Estamos cientes que não depende apenas da gente, mas no que tange a gestão faremos o que estiver ao nosso alcance”, comentou o prefeito Di-Gianne Nunes.

Da mesma forma, Formiga, Arcos e Santo Antônio do Monte demonstraram interesse em sediar a cervejaria. Em suas redes sociais, a Prefeitura de Arcos informou que está na “disputa” para receber a nova unidade da Heineken e ainda enumerou os motivos pelos quais a cidade tem potencial para ser contemplada.

“Arcos, localizada na região Centro-Oeste de MG, apresenta uma posição geográfica bem definida, cortada pelas rodovias BR354, MG170, e está próxima das principais rodovias brasileiras, sendo distante a 60 Km da BR262 e 100 Km da Fernão Dias, além da proximidade com a MG 050, que liga Minas ao Interior de São Paulo”, enfatizou  o secretário municipal de Planejamento, Warley Fonseca.

Samonte, em tempo, também formalizou o seu interesse. Para a Secretaria de Municipal de Desenvolvimento Econômico, o empreendimento pode potencializar outras cadeias produtivas, gerando emprego e receita fiscal. “Fica a expectativa para que essa renomada empresa possa se instalar em nosso município, visando o crescimento econômico e social”, informou a nota.

Já Formiga destacou o alto número de empregos que a instalação da fábrica pode gerar. Em suas redes sociais, a Prefeitura explicou que entrou em contato com o Indi para frisar o diferencial da cidade com relação às outras. De acordo com a publicação, a posição geográfica de Formiga é privilegiada e possibilita o escoamento da produção e recebimento de insumos, gerando grande diferencial logístico. Além disso, salientou aspectos relacionados ao desenvolvimento municipal, visto que a cidade é a sétima mais bem colocada no estado com base no índice Firjan. 

A recepção dos munícipes às declarações das respectivas Prefeituras foi bastante acolhedora, sobretudo, pela expectativa de geração de emprego que o empreendimento representa. “Top. Se vier, eu paro de beber”, brincou um dos moradores de Lagoa da Prata em resposta à postagem. Outras cidades do estado também manifestaram interesse em receber a cervejaria da Heineken. A expectativa é de que o anúncio da escolha saia em breve.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄