fbpx

Indivíduos da cidade de Lagoa da Prata são suspeitos de homicídio em Pimenta

Os militares começaram a investigar o celular da jovem e viram que ela tinha foto de momentos íntimos com homens mais velhos da cidade. Questionada se o idoso sabia disso, ou se as imagens poderiam estar relacionadas ao crime, a jovem desconversou.

Uma relação envolvendo uma jovem de 18 anos e um homem de 62 terminou com a morte do idoso, na tarde da última quinta-feira (16) na cidade de Pimenta. Os principais suspeitos do assassinato são os irmãos da jovem, que não aceitavam a relação que ela mantinha com a vítima.

Por volta das 18h30 de quinta, a Polícia Militar foi acionada após o corpo de um homem ser encontrado na estrada que dá acesso à cidade, com perfurações de tiros.

Os militares identificaram a vítima como o idoso de 62 anos, natural da cidade de Capivari, em São Paulo. Segundo testemunhas, o homem morava na cidade de Pimenta com a filha.

A partir das informações, os policiais foram até a casa do idoso, onde se depararam com a jovem de 18 anos. No início, ela disse que era filha da vítima e não tinha informações sobre qual seria a motivação da morte do pai. Ela alegou que o idoso não tinha desavença com ninguém.

Os militares começaram a investigar o celular da jovem e viram que ela tinha foto de momentos íntimos com homens mais velhos da cidade. Questionada se o idoso sabia disso, ou se as imagens poderiam estar relacionadas ao crime, a jovem desconversou.

A polícia continuou a investigação e a jovem assumiu que, na verdade, não era filha da vítima. Ela e o idoso mantinham um relacionamento há mais de dois anos. Ela disse ainda que o homem exigia que os dois se passassem por pai e filha, mas que mantinham relações sexuais.

A suspeita é de que o crime tenha sido cometido pelos irmãos da jovem, que não aceitavam o relacionamento que o idoso mantinha com ela. Os suspeitos são naturais da cidade de Lagoa da Prata e já tinham ameaçado o homem anteriormente.

A jovem foi ouvida e o caso encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Formiga, que investigará o crime.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄