fbpx

Gilberto Silva se prepara caso tenha a chance de ser titular no Mundial

O destino pode colocar Gilberto Silva como titular do Atlético na disputa do Mundial de Clubes. Se Réver não se recuperar a tempo de disputar a competição em Marrocos e Emerson não tiver sua inscrição legalizada pela Fifa, o mineiro de Lagoa da Prata formará a dupla de zaga com Leonardo Silva.

Ciente de que esta situação pode mesmo acontecer, Gilberto salienta a importância dessa reta final de Brasileirão para conseguir cada vez mais ritmo de jogo, caso sua titularidade seja mesmo confirmada no torneio no país africano.

A sorte acompanha Gilberto Silva há muito tempo. Mas de nada adiantaria ter sorte, se ele não correspondesse dentro de campo. E foi exatamente isso o que ocorreu, por exemplo, na Copa do Mundo de 2002, quando se mostrou a melhor opção para a vaga deixada por Emerson, lesionado, e nesta Libertadores, ao substituir Réver ante o Newell’s Old Boys.

“Por todas essas questões ao longo da minha carreira, tenho que estar sempre preparado. Quando cheguei ao Atlético, sabia que não era titular, mas de forma tranquila, respeitei. E sempre que entro em campo, é um dia diferente, um dia melhor. Neste restante de Brasileiro, procuro me preparar bem, sendo ou não titular no Mundial”, ressaltou.

Gilberto passou quase quatro meses sem atuar, após passar por uma cirurgia no joelho direito, e retornou no último domingo, contra a Portuguesa.

“Ainda não sentimos o clima da competição (Mundial), porque estamos jogando o Brasileiro. Temos que nos empanhar para chegar bem no Mundial. E quando acabar, vamos ter aquele ‘click’ e entender a importância de tudo”, sintetizou.

 

Fonte: Thiago Prata – Portal otempo.com.br

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄