fbpx

Gasolina vai subir 18,8% a partir desta sexta-feira (11)

Com o reajuste, o preço médio do combustível passará de R$ 3,25 para R$ 3,86. Valor final, com impostos e margem de lucro das distribuidoras e revendedoras, pode passar de R$ 7.

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (10), que vai reajustar os preços de gasolina e diesel. O aumento acontece após quase 2 meses de valores congelados nas refinarias. 

“A partir desta sexta-feira (11), o preço médio de venda da gasolina para as distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro, um aumento de 18,8%. Para o diesel, o preço médio passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro, uma alta de 24,9%“, informou a estatal. 

Ainda, de acordo com a Petrobras, tornou-se necessário que ajustar seus preços de venda às distribuidoras para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem risco de desabastecimento, pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras.

“Esses valores refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente a demanda mundial por energia. Mantemos nosso monitoramento contínuo do mercado nesse momento desafiador e de alta volatilidade”, acrescentou a estatal. 

O preço final dos preços dos combustíveis nas bombas também depende de impostos e das margens de lucro de quem distribui e revende. Conforme explicou a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina no Brasil ficou em R$ 6,577 na última semana, encerrada dia 5. O diesel, por sua vez, ficou em R$ 5,603. Com o reajuste, estima-se que o preço da gasolina pode ultrapassar o valor de R$ 7. 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄