Gasoduto é lançado oficialmente e chegará em Lagoa da Prata e Santo Antônio do Monte

Gasoduto é lançado oficialmente e chegará em Lagoa da Prata e Santo Antônio do Monte

Por: Talita Camargos

O projeto Novo Gás Oeste, gasoduto que levará gás natural de Queluzito, à Uberaba e Uberlândia, passando por várias cidades do Centro-Oeste, foi lançado oficialmente nesta quarta-feira (4.3) na sede da Fiemg, em Belo Horizonte. Apesar do marco ter sido hoje, a usina de amônia já está sendo construída em Uberaba. A previsão é que até o final de 2016 o gás chegue às 26 cidades do projeto.

Segundo o presidente da Fiemg Regional, Olavo Gonzaga, o evento de lançamento foi muito proveitoso, pois reuniu pessoas que serão importantes para viabilização do gasoduto. Estavam na solenidade 18 deputados estaduais, inclusive o Fabiano Tolentino (PPS); o presidente da Gasmig, Eduardo Lima Andrade Ferreira e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rosô. Alguns prefeitos das cidades pelas quais o gasoduto passará também estavam no evento. Da região Vladimir Azevedo (PSDB), de Divinópolis; o chefe do Executivo de Itaúna, Osmando Santana (PSDB), de São Gonçalo do Pará, Antônio André Guimarães e de Nova Serrana, Joel Martins (PTB), marcaram presença.

“Para tornar possíveis algumas questões técnicas, teremos que aprovar uma matéria legislativa na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e temos prazos para que isto aconteça. A presença dos parlamentares no lançamento foi importante por esta razão. Já o presidente da Gasmig, elaborará estudos técnicos e mostrou-se, junto com o secretário de Desenvolvimento Econômico, muito empenhado em torná-lo realidade”, afirmou.

Gonzaga afirmou que o deputado da terra, Fabiano Tolentino, participou dos debates de forma ativa. Ele acredita que o envolvimento de Tolentino deve-se ao fato de ele ser o vice-presidente a Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da ALMG. Para o presidente da Fiemg, o agronegócio será muito beneficiado com a passagem do gasoduto pela região.

Desenvolvimento

O presidente da Fiemg disse que não há como dizer ainda quando a obra chega à Divinópolis, mas que tem certeza de que o gasoduto mudará os rumos do desenvolvimento regional. Na cidade, a estrutura subterrânea será instalada no Distrito Industrial, área que concentra várias empresas que podem usar o gás. O projeto gera empregos no momento de execução, como em Uberaba, onde cerca de 800 trabalhadores constróem a usina de amônia. O número de pessoas empregadas, segundo Gonzaga, deve dobrar nos próximos meses.

Netwise

Já depois que a parte de infraestrutura ficar pronta, a expectativa é de geração de empregos indiretos, pois a passagem do gasoduto é um atrativo para empresas.

No Centro-Oeste, o gasoduto também passará por Itaúna, Itatiaiuçu, Igaratinga, Lagoa da Prata, Luz, Santo Antônio do Monte, Bambuí, São Gonçalo do Pará. Além de influenciar os 26 locais por onde passa, o raio de influência se estende a 56 cidades.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄