Funcionários de empresa de Lagoa da Prata sofrem tentativa de golpe após whatsapps serem clonados

Funcionários de empresa de Lagoa da Prata sofrem tentativa de golpe após whatsapps serem clonados

Os golpes sobre a vacinação da doença têm sido aplicados no país. Por meio da clonagem do whatsapp, as vítimas são induzidas a passarem dados pessoais e informações sobre a covid-19 dentro da família para os golpistas.

Mensagens que circulam nas redes sociais afirmam que funcionários de uma indústria farmacêutica de Lagoa da Prata têm sofrido com golpes. Os golpistas estariam clonando os whatsapps de funcionários através de um contato telefônico, no qual, uma pessoa se passa por agente do Ministério da Saúde, solicitando assim às vítimas dados como faixa etária e informações sobre a covid-19 na família como: se já foi infectado pelo novo coronavírus e se alguém da família já está imunizado. Após os dados serem solicitados, é perguntado para as vítimas se receberam um SMS com a escala de vacinação do Ministério da Saúde.

“Após a conclusão das perguntas, agradece a participação, informando o endereço do Ministério da Saúde na internet, e, para conclusão da pesquisa, requer que informe os 6 números que recebeu naquele momento. Que é essa imagem abaixo, em tradução desse idioma Tcheco, que a conta do Whatsapp no novo dispositivo está em andamento e requer o código.”, informa em um trecho.

Foto: Redes Sociais/Reprodução

O Jornal Cidade entrou em contato com a empresa envolvida, que informou que o fato é verídico, no entanto, não autorizou a divulgação do seu nome por segurança dos dados dos funcionários, mas informou que houve duas incidências dentro da empresa.

De acordo com a empresa, as tentativas ocorreram através do whatsapp corporativo e os golpistas pediram depósito em dinheiro, mas as vítimas não depositaram e todos os funcionários que possuem celular corporativo estão sendo assessorados.

Golpes sobre vacinação

Apesar das tentativas terem acontecido com funcionários desta empresa, elas têm ocorrido no país. No dia 13 de janeiro, o Ministério da Saúde publicou um alerta em seu portal sobre golpes relacionados a vacinação no país. Em nota, o Ministério afirma que não faz agendamento de vacinação, não solicita dados para a população e nem envia códigos para usuários do sistema de saúde. Caso ligações ou mensagens desse tipo sejam recebidas, a pasta orienta a não fornecer dados pessoais e denunciar às autoridades competentes.

 

 

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄