fbpx

Festival de Dança apresenta cerca de 200 espetáculos em Divinópolis

Grupo se inspirou no filme O Auto da Compadecida (Foto: TV Integração/Reprodução)

Competição acontece em Divinópolis até domingo (8). Dança do ventre, balé e jazz são alguns dos estilos.

Balé é um dos estilos apresentados (Foto: TV Integração/Reprodução)
Balé é um dos estilos apresentados (Foto: TV Integração/Reprodução)

Cerca de 450 bailarinos se apresentaram nesta quinta-feira (4) durante o Festival Unidance, em Divinópolis. O evento acontece no Ginásio Poliesportivo Fábio Botelho Notini, no Centro, até domingo (7). Companhias de dança de várias cidades de Minas se apresentaram. Ao todo, serão 200 apresentações, nas quais 170 companhias competem em modalidades diferentes.

O público chegou cedo par garantir bons lugares na plateia. O festival completa dez anos. “Temos a dança na nossa cultura. O festival é importante para o crescimento dos bailarinos e trazer cultura às vidas das pessoas. Para o crescimento”, disse a coordenadora do evento, Cristiane Moreira.

Para a bailarina Paula Assis Oliveira, um momento de aprendizado. “Uma experiência muito bacana, porque o público fica encantado e a gente, mais ainda. A vibração da plateia ao final é muito gostosa”, afirmou.

Os bailarinos do Projeto Fazendo Arte, de Divinópolis, se inspiraram no filme “O Auto da Compadecida’ para encantar o público. “É uma experiência de poder aprender com os outros grupos e transmitir o que nós fizemos”, explicou o dançarino Luís Carlos Pereira Júnior.

Grupo se inspirou no filme O Auto da Compadecida (Foto: TV Integração/Reprodução)
Grupo se inspirou no filme O Auto da Compadecida (Foto: TV Integração/Reprodução)

Alguns investiram em caracterização e interpretação. Do balé ao jazz, uma homenagem a Michael Jackson. “É uma oportunidade muito boa, pois além de termos intercâmbio, em contato com outros bailarinos, temos uma avaliação do júri”, comentou o bailarino Vandeir Chagas.

A advogada Elen Caroline Cândido gostou do que viu. “Foi tudo muito lindo. A organização foi maravilhosa. Amei”, disse. “É bom, porque incentiva a dança e a cultura”, concluiu a autônoma Flávia Graciele Alves.

As apresentações desta sexta-feira (5) começam às 15h e às 19h, com dança moderna e contemporânea de estilos livres.

Fonte: G1

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄