“Então é Natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez...”

“Então é Natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez…”

Qual seria sua resposta para essa música, que também é uma reflexão? Mais do que um período de festas, compras, preocupações, somos convocados a repensar e a reavaliar a organização de nossos aspectos pessoais. E você, tem feito algo para deixar tudo arrumado aí dentro também?

Foto: Ilustração

Texto: Rhaiane Carvalho

Chegamos à reta final do ano de 2019 e então começam os preparativos para a chegada do Natal e Ano Novo. Esse ano passou muito rápido, diria que foi turbulento, mas como sempre digo: Se está bom vai passar e se está ruim também vai. Hoje, quando escrevo esse texto me dei conta que faltam poucos dias para 2020 chegar, aí me vem à cabeça aquela máxima cantada por Simone “Então é Natal, e o que você fez? O ano termina e nasce outra vez…”

Qual seria sua resposta para essa música, que também é uma reflexão? Mais do que um período de festas, compras, preocupações, somos convocados a repensar e a reavaliar a organização de nossos aspectos pessoais. E você, tem feito algo para deixar tudo arrumado aí dentro também?

Netwise

Esse ano de 2019, me propus organizar as coisas dentro de mim e resolver pendências comigo mesma, senti que era hora de evoluir. E você, conseguiu algo do tipo? Se propôs melhorar e foi atrás do seu objetivo? Sempre gosto de pensar pelo lado positivo da vida e resolver o que é negativo e você?

Talvez, as análises sejam marcadas pelo pessimismo ou pelo desânimo de quem passou por fases de dificuldade neste ano de 2019. A descrença nos votos natalinos, que ocupam a pauta da mídia, os cumprimentos entre pessoas e os cartões enviados podem parecer mera repetição. Isso porque, dias depois, tudo parece voltar a uma rotina que tem o seu peso próprio. Os votos de Natal podem se tornar apenas “palavras pronunciadas ao vento”, sem nenhuma força de transformação e mudança. Vamos nos propor a mudar isso? Que possamos aproveitar cada pessoa ao nosso lado como oportunidade para capacitar-se para o novo.

Não venho aqui falar de receitas prontas, pois o que vale para mim, pode não valer para você. Aqui falo de evolução como ser humano para que possamos viver melhor, olhar mais para dentro das pessoas, ouvir mais ao invés de falar, se sensibilizar com a dor do outro.

Dessa forma, encerro o último editorial do ano de 2019 do Jornal Cidade, que também passou por transformações neste ano, trazendo ao empreendedorismo duas mulheres com sede de trabalho, com garra, com o compromisso de levar informação para centenas de leitores.

Por isso, lhe convido a analisar como foram os últimos meses de sua vida. Conseguiu cumprir as metas propostas a ti no dia 1 de janeiro de 2019? Tem partilhado momentos com quem realmente corre do teu lado? Tem permitido sentir, emocionar com você e seu irmão?

Sei que a grande maioria das pessoas não teve um ano tão fácil, mas vamos ressignificar 2020?

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄