Em meio à pandemia, bares de Lagoa da Prata criam projeto de distribuição de marmitas para necessitados

Em meio à pandemia, bares de Lagoa da Prata criam projeto de distribuição de marmitas para necessitados

 “Mesmo quando tudo voltar à normalidade, não deixaremos de ajudar”, disse criador do projeto Marmita do bem.

Há menos de 15 dias, o proprietário do Bar Original de Lagoa da Prata, Ivan Miranda, iniciou o projeto Marmita do Bem, que tem o objetivo de distribuir marmitas gratuitas para famílias carentes e moradores de rua no município.

Em reportagem ao Sou+Lagoa, Ivan contou que teve a ideia do projeto após o fechamento do estabelecimento em razão do decreto que proíbe abertura de bares na cidade para evitar a disseminação do novo coronavírus, e com a tranquilidade que estava o serviço de delivery no momento, resolveu ajudar os mais necessitados.

Netwise

“Diante desta pandemia, acreditamos que muita gente que já é carente iria ter mais carência das coisas, e com o bar fechado e com o serviço de delivery bem tranquilo, estávamos parados, então pensei: por que não ajudar os mais necessitados?”, disse Ivan.

Segundo o dono do Original, logo após ter a ideia de amparar quem mais carece, divulgou o projeto em um grupo de donos de bares, no WhatsApp, e em seguida Marcos Melo, dono do bar Colmeia, contou que no dia anterior havia feito algumas quentinhas e distribuído para moradores de rua na cidade, mas como Lagoa não possui muitos moradores de rua, não conseguiu entregar todas as marmitas.

Assim, os dois dirigentes dos dois bares do município se uniram para darem segmento ao projeto juntos.

Ivan também ressaltou que também através do WhatsApp, encaminhou um áudio informando sobre o tal projeto – a mensagem encaminhada para mais de mil contatos, consequentemente arrecadou diversas doações de alimentos e também de dinheiro.

“Então começamos a fazer, produzindo em média, 40 quentinhas por dia, revezando cada dia quem irá preparar para não sobrecarregar ninguém. Para as entregas estamos contando com os membros do Projeto Casulo, que se disponibilizaram. Além disso, eles juntamente com a Secretaria de Assistência Social estão fazendo os levantamentos de nomes de pessoas que realmente necessitam desta ajuda”, informou o dono do Bar Original e idealizador do projeto.

Ivan ainda disse à redação que a ideia é manter o projeto por muito tempo, e que mesmo quando tudo voltar ‘ao normal’, com a abertura dos estabelecimentos, o Bar Original irá produzir pelo menos 10 quentinhas por dia para distribuir na cidade.

 “Mesmo quando tudo voltar à normalidade, não deixaremos de ajudar”, ressaltou.

Por fim, o proprietário do estabelecimento pontuou que poder ajudar quem mais precisa neste momento de caos causado pela pandemia, “é melhor do que se estivéssemos recebendo por isso. Acho que doar é um ato muito importante, afinal todos vamos passar por dificuldades. Tivemos nossos bares fechados, mas na minha perspectiva, há pessoas que precisam mais do que nós, pessoas em situações piores que as nossas, vivendo com pouco, mas estamos ajudando e não há palavras que possam descrever o que sinto, é como um dever cumprido”, declarou Ivan.

Interessados em realizarem doações ao projeto Marmita do Bem podem entrar em contato com Ivan Miranda através do número (37) 9811-0709 ou poderão deixar contribuições no Bar Original, ou em qualquer uma das Panetto Padaria.

 

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄