fbpx

Em Lagoa da Prata, Rio São Francisco transborda e inunda sítios próximos

Por conta das chuvas intensas e ininterruptas dos últimos dias, as águas do “Velho Chico” invadiram propriedades da região e deixaram, em casos mais graves, casas quase completamente submersas.

O Rio São Francisco é, certamente, um dos mais belos cartões-postais da cidade de Lagoa da Prata. Localizado a poucos quilômetros do perímetro urbano, é impossível não se encantar com a abundância das águas, especialmente em períodos de cheia. No entanto, em decorrência das chuvas intensas e quase ininterruptas dos últimos dias, que castigaram todo o Estado de Minas Gerais, o transbordamento do Rio São Francisco transformou este fascínio em susto para os moradores das proximidades.

Em um vídeos amplamente compartilhados nas redes sociais, é possível ver imóveis e áreas de cultivo submersos pelas águas do Rio. Nele, é mencionada a situação de algumas casas e também de uma plantação de milho. 

(Fonte: redes sociais/reprodução)


Uma das propriedades afetadas pertence à família de Anita Bessas, que é engenheira civil e empresária em Lagoa da Prata.

 

“Nós temos um rancho às margens do São Francisco, bem próximo à Lagoa Feia, e ele foi bem atingido. No domingo, a água ainda estava longe, na segunda começou a subir e de segunda para terça, a água atingiu quase a altura do telhado”, comenta.



Ela conta que seu pai teve acesso ao rancho por meio de um barco e que, na oportunidade, ajudou outras famílias da localidade a retirar os móveis que não foram afetados pela água.



“No nosso acho que não vai dar para salvar nada. Como não esperávamos que o rio subiria tão rápido, acabou que o pessoal só levantou alguns móveis, colocaram a geladeira em cima da mesa, mas já que a água chegou ao teto, acho que não salva nada”, acrescenta.



Jhony Borges conta que seu rancho, localizado a 50 metros do São Francisco, também foi severamente atingido pelo transbordamento do rio. É possível perceber nas imagens abaixo que a casa foi totalmente tomada pelas águas. Segundo ele, esta também é a realidade de outros ranchos próximos ao dele. “Tem uns 10 ranchos próximo ao meu, todos debaixo d’água”.


Perguntado se é a primeira vez que isso acontece, ele comenta que em 2002 houve uma inundação parecida. Desta vez, ele e sua família conseguiram salvar a TV, uma caixa de som e retirar os cachorros. “O resto já era”, comenta.



“A situação é chata mas sempre aconteceu e sempre vai acontecer, o negócio é respeitar a natureza e a vontade de Deus, bem material a gente luta e conquista tudo outra vez”, disse Jhony ao Jornal Cidade.

 

(Fonte: Jhony Borges/Reprodução)

Brenda Mara, cuja família também possui um sítio nas proximidades do São Francisco, teme que o rio continue subindo por conta das chuvas.

“Fomos para lá domingo e não tinha água nenhuma na estrada. Hoje é terça e já não passa mais nada por lá. Tenho medo de que a água possa chegar na casa dos meus pais e faça um estrago”.


► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄