Em Lagoa da Prata, primeiras doses da vacina contra covid-19 começam a ser aplicadas

Em Lagoa da Prata, primeiras doses da vacina contra covid-19 começam a ser aplicadas

Segundo o prefeito de Lagoa da Prata, Di Gianne Nunes, esse é o início do fim da pandemia. Ele afirmou que as medidas de prevenção ainda devem permanecer.

As primeiras doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19 chegaram na tarde desta terça-feira (19) em Lagoa da Prata. O transporte terrestre saiu de Divinópolis com as vacinas para serem distribuídas na macrorregião do Centro-Oeste de Minas Gerais.

O estado recebeu 577.680 doses da vacina e dessas, 60 mil ficaram na capital mineira. A CoronaVac foi produzida pelo laboratório chinês, Sinovac, em parceria com o Instituto Butantã de São Paulo. O governador Romeu Zema (Novo) havia informado em uma série de entrevistas nesta manhã (19) que até o final do dia os 853 municípios mineiros receberiam a vacina contra a covid-19.

O caminhão com as primeiras doses chegou à Divinópolis por volta das 11h07 desta terça-feira (19), trazendo mais de 4 mil imunizantes de Belo Horizonte para a Superintendência Regional de Saúde (CRS), com sede administrativa em Divinópolis, que é a responsável por distribuir as vacinas aos mais de 50 municípios da região macrorregião do Centro-Oeste de Minas Gerais.

Nossa redação conversou com o Superintendente da Regional, Júlio Barata. Ele informou que 10.661 doses foram encaminhadas para a região macrooeste. Para Lagoa da Prata, foram encaminhadas 402 doses para esta primeira etapa.

Etapas de vacinação

O primeiro público a ser vacinado serão os profissionais de saúde, idosos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência institucionalizadas e a população indígena do estado mineiro.

Segundo o Ministério da Saúde, serão vacinados, neste primeiro momento, 38.578 idosos em asilos, 1.1160 pessoas com deficiência e 7.878 indígenas, e 227.472 e 34% dos profissionais de saúde, principalmente, os que estão na linha de frente no combate à pandemia do novo coronavírus.Desta forma, o governo federal prevê que 275.088 pessoas sejam imunizadas neste momento.

Netwise
Vacinas preparadas para aplicação. (Foto: Rafael Robatine)

Conforme Margarete Borges, a vacinação neste primeiro momento contemplará apenas profissionais de saúde da rede pública que trabalham na linha de frente.

Enfermeiros da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Hospital São Carlos, policlínicas e Unidades Básicas de Saúde.

 

 

 

Primeiras lagopratenses vacinadas

O Prefeito Di Gianne Nunes ressaltou que o momento é de alegria. Lembrou das vítimas e dos alunos prejudicados pela pandemia e comemorou a vacinação das duas primeiras lagopratenses a serem vacinadas na cidade. A atual secretária de Saúde, Margarete Borges, foi a responsável por vacinar as enfermeiras Márcia Aparecida dos Santos, Técnica de enfermagem na Unidade de Pronto Atendimento de Lagoa da Prata e Laura de Oliveira Cravo, Enfermeira Coordenadora do Centro de Terapia Intensiva do Hospital São Carlos.

“É com muita alegria que hoje vamos iniciar a vacinação em Lagoa da Prata. Em nome das vítimas, das famílias das vítimas e dos profissionais da saúde, em nome dos policiais e guardas civis, dos alunos que estão sem aula, das pessoas que perderam seus empregos, dos comerciantes que estão preocupados e em nome da população geral, hoje iniciamos a vacinação para tentarmos vencer essa luta que nossa geração nunca presenciou”, disse o prefeito.

Momento em que as profissionais de saúde Márcia Aparecida dos Santos e Laura de Oliveira Cravo recebem a primeira dose da CoronaVac. (Foto: Rafael Robatine).

O prefeito destacou a importância do momento como ‘o início do fim da pandemia’, lembrando que todas as medidas sanitárias precisam continuar para a evitar a propagação da doença, isso significa que ainda está mantido o distanciamento social, o uso de álcool gel e de máscaras de proteção facial.

A Prefeitura Municipal está aguardando orientações do Governo Estadual e do Governo Federal sobre a compra das vacinas. Caso elas sejam realizadas, o município já está se organizando para fazer parcerias entre as empresas da cidade para agilizar o processo de vacinação no município, conforme informado pela secretária de Saúde, Margarete Borges.

Centro-Oeste MG

Ainda nesta terça-feira (19), as doses da CoronaVac foram escoltadas pela Polícia Militar para as cidades de Arcos, Moema, Japaraíba, Pedra do Indaiá e Santo Antônio do Monte, que também iniciaram a vacinação.

► DEIXE ABAIXO SEU COMENTÁRIO ◄